Indicadores antropométricos e de aptidão física: estudo comparativo entre escolares atletas e escolares não praticantes de atividades esportivas

Diana Tonellotto Jalowitzhi, Eraldo dos Santos Pinheiro, Vinícius Martins Farias, Gabriel Gustavo Bergmann

Resumo


Caraterísticas antropométricas e de aptidão física estão associadas a um bom desempenho esportivo inclusive durante a adolescência. O objetivo deste estudo foi comparar indicadores antropométricos e de aptidão física de escolares atletas de voleibol e escolares não praticantes de atividades esportivas. A amostra contou com 12 escolares atletas de voleibol e 157 escolares não atletas, com idades de 15 a 17 anos. Foi utilizada a bateria de testes do PROESP-BR para a aplicação dos testes antropométricos e de aptidão física. Para a comparação entre as variáveis dos dois grupos foi utilizado o teste não-paramétrico Mann-Whitney e o nível de significância adotado foi de p≤0,05. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas (p>0,05) em relação à idade e indicadores antropométricos entre os dois grupos. Entre os componentes da aptidão física foram encontradas diferenças (p<0,05) apenas nas variáveis de flexibilidade, potência de membros superiores (FMS), potência de membros inferiores (FMI) e aptidão cardiorrespiratória (ApCr) todas a favor dos escolares atletas em comparação aos escolares não praticantes de atividades esportivas. Conclui-se que a participação em modalidades esportivas competitivas no âmbito escolar contribui para o aprimoramento da aptidão física de adolescentes. Ainda, que em equipes escolares competitivas de voleibol as habilidades técnicas talvez sejam mais importantes do que indicadores antropométricos.

 

ABSTRACT

Anthropometric and physical fitness indicators: comparative study between athletes students and students do not practice sports activities

Anthropometric and physical fitness characteristics are associated with a good sporting performance even during adolescence. The objective of this study was to compare anthropometric indicators and physical fitness of student volleyball players and student without participation in sports activities. The sample comprised 12 student volleyball players and 157 student non-athletes, aged 15-17 years. For the application of anthropometric and physical fitness tests the PROESP-BR battery tests was used. To compare the variables of the two groups we used the nonparametric Mann-Whitney test and the significance level was set at p≤0.05. No statistically significant differences were found (p>0.05) in age and anthropometric indicators between the two groups. Among the components of physical fitness, differences were found (p<0.05) in the flexibility, power of the upper limbs (FMS), power of the lower limbs (IMF) and cardiorespiratory fitness (APCR) all in favor of students athletes compared to students without participation in sports activities. It concludes that participation in competitive sports in schools contributes to the improvement of physical fitness of adolescents. Also that in competitive school volleyball teams technical skills may be more important than anthropometric indicators.


Palavras-chave


Voleibol; Desempenho atlético; Adolescente

Texto completo:

PDF

Referências


-Anza, R.; Denis, M.; Silva, M.F. Análise da aptidão física, da antropometria e da prevalência de sintomas osteomusculares na categoria infanto-juvenil do voleibol. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 19, Num. 1. 2013.

-Brusetti, T.C. A articulação do ombro: breve descrição. Trabalho de Conclusão de Curso. Campinas. 2002.

-Cardoso, J.R.; Guerino, C.S.M.; Santos, M.B.; Mustafá, T.A.D.A; Lopes, A.R.; De Paula, M.C. Influência da utilização da órtese de tornozelo durante atividades de voleibol: avaliação eletromiográfica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Num. 5. 2005.

-Da Silva, G.M.G. Talento esportivo: um estudo dos indicadores somatomotores na seleção de jovens escolares. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre-RS. 2005.

-Da Silva, L.R.R.; Böhme, M.T.S.; Uezu, R.; Massa, M. A utilização de variáveis cineantropométricas no processo de detecção, seleção e promoção de talentos no voleibol. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Brasília. Vol. 11. Num. 1. p. 69-76. 2003.

-De Almeida, G.D.; João, P.V.; Pinto, V.C.M.; De Andrade, R.D.; Barbosa, R.M.C. Avaliação de indicadores antropométricos e condicionais por posição específica em voleibolistas femininas universitárias. Revista Mineira de Educação Física. Edição especial. Num. 09. p. 756-762. 2013.

-De Souza, T.M.F.; Assumpção, C.O.; Zabaglia, R.; Garcia, M. A importância do voleibol enquanto lúdico e modalidade desportiva dentro da Educação Física escolar. Anuário da produção acadêmica docente. Vol. 4. Num. 7. 2010.

-Ferreira, M.A.; Spamer E.J. Biomechanical, anthropometrical and physical profile of elite university netball players and the relationship to musculoskeletal injuries. North-West University study. 2010.

-Gaya, A.; Lemos, A.; Gaya, A.; Teixeira, D.; Pinheiro, E.; Moreira, R. Projeto Esporte Brasil. PROESP-Br: Manual de testes e avaliação. Versão 2015. Disponível em http://www.proesp.ufrgs.br.

-Gomes, S.A.; Almeida, A.; De Castro, P.J.; De Lima, A.C.; Batista, G.R. Análise da flexibilidade e agilidade de atletas de futsal e voleibol femininos. Coleção Pesquisa em Educação Física. Vol.10. Num. 2. 2011.

-Guedes, D.P. Crescimento e desenvolvimento aplicado à educação física e ao esporte. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo. Vol. 25. p.127-40. 2011.

-Guedes, D.P.; Guedes, J.E.R.P. Atividade física, aptidão física e saúde. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. Vol. 1. Num. 1. p. 18-35. 1995.

-Junior, N.K.M. Seleção de testes para o jogador de voleibol. Movimento e Percepção. Vol. 11. Num. 16. 2010.

-Leite, L.F.D. Voleibol e mídia: depoimentos orais. Trabalho de Conclusão de Curso. Bauru. 2007.

-Magno, J.C. Periodização esportiva: macrociclo de treinamento aplicado ao voleibol. Tese de pós-doutorado. Florianópolis. 2006.

-Moscarde, E.R.; Alves, E.; Gregol, D.C. Os benefícios do voleibol no âmbito escolar. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 18. Num. 181. 2013.

-Paim, M.C.C. Voleibol, que fatores motivacionais levam a sua prática? Revista Digital. Buenos Aires. Ano 09. Num. 61. 2003.

-Rega, G.C.; Soares, T.A.A.; Bojikian J.C.M. Desenvolvimento das capacidades coordenativas no voleibol. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. Vol. 7. Num. 3. p. 91-96. 2008.

-Seabra, A.; Maia, J.A.; Garganta R. Crescimento, maturação, aptidão física, força explosiva e habilidades motoras específicas. Estudo em jovens futebolistas e não futebolistas do sexo masculino dos 12 aos 16 anos de idade. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Vol. 1. Num. 2. p. 22-35. 2001.

-Silva, C.D.; Tumelero, S. Comparação física e de resposta ao treinamento para atletas da categoria infanto-juvenil em funções específicas no voleibol. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 12. Num. 107. 2007.

-Simões, R.A.; Salles, G.S.L.M.; Gonelli, P.R.G.; Leite, G.S.; Dias, R.; Cavaglieri, C.R.; Pellegrinotti, I.L.; Borin, J.P.; Verlengia, R.; Alves, S.C.C.; Cesar, M.C. Efeitos do treinamento neuromuscular na aptidão cardiorrespiratória e composição corporal de atletas de voleibol do sexo feminino. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 4. 2009.

-Tiggemann, C.L.; Noll, M.; Heller, K.; Petry, J.A. Comparação de variáveis antropométricas e de aptidão física entre adolescentes atletas da categoria mirim de handebol e não-atletas. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 16. Num. 155. 2011.

-Tomlin, D.L.; Wenger, H.A. The relationship between aerobic fitness and recovery from high intensity intermittent exercise. Medicine & Science in Sports & Exercise. Vol. 31. Num. 1. p. 1-11. 2001.

-Tozetto, A.V.B.; Milistetd, M.; Medeiros, T.E.; Ignachewski, L. Desempenho de jovens atletas sobre as capacidades físicas, flexibilidade, força e agilidade. Cinergis. Vol. 13. Num. 2. p. 47-54. 2012.

-Tubino, M. Estudos brasileiros sobre o esporte: ênfase no esporte-educação. Segundo Tempo. Maringá: Eduem. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui