Pressão arterial pós-exercício em jovens saudáveis submetidos a um teste ergométrico à elevada temperatura

Jhomara da Silva Vale, Ramon Garcia Mendes Vasconcelos, Grasiely Faccin Borges

Resumo


Introdução: Uma única sessão de exercícios é capaz de provocar reduções nos níveis pressóricos sendo que a hipotensão pós-exercício é observada a partir da realização de variados tipos de exercícios aeróbios, a duração e a magnitude desse efeito em normotensos parecem ser menores que em hipertensos. Objetivo: Foi verificar as alterações na pressão arterial após o teste ergométrico realizado em elevada temperatura, por indivíduos jovens saudáveis não praticantes de atividades físicas regulares. Métodos: Foram selecionados 19 indivíduos normotensos, sexo masculino, de 18 a 30 anos e não praticantes de atividades físicas regulares. Os participantes foram monitorados por um frequencímetro e por um monitor de pressão arterial, para mensurar a frequência cardíaca e a pressão arterial durante a realização do teste ergométrico e em repouso, verificando a hipotensão pós-exercício dos mesmos. Resultados: Durante o teste  a temperatura média foi de  29,75±1,44C° e umidade média do ar 62,37±3,65%. Os valores mais elevados da pressão arterial sistólica foram pós- exercício, enquanto os menores foram observados após 15 minutos de repouso. Foram observadas correlações entre algumas variáveis, PAS inicial e circunferência abdominal (r=0,597; p<0,007), PAS pós-exercício e Peso (r=0,571; p<0,011) e PAS repouso 5 minutos e IMC (r=0,613; p<0,005). Conclusão: Em condições de elevada temperatura e umidade a recuperação após o exercício apresentou-se comprometida onde a pressão arterial continuou reduzindo, no entanto a frequência cardíaca apesar de apresentar reduções não retornou aos valores iniciais.

 

ABSTRACT 

Blood presure after exercise in young healthy subject to a high temperature to exercise test

Introduction: A single exercise session is able to cause reductions in blood pressure levels, post-exercise hypotension is observed from various types of aerobic exercise, the duration and magnitude of this effect in normotensive individuals seem to be lower than in hypertensive patients. Objective: To verify changes in blood pressure after the exercise test performed at high temperature by healthy young individuals who did not practice regular physical activities. Methods: We selected 19 normotensive individuals, male, 18 to 30 years old and not regular physical activity practitioners. Participants were monitored by a frequency meter and a blood pressure monitor to measure heart rate and blood pressure during the exercise test and at rest, checking their post-exercise hypotension. Results: During the test the mean temperature was 29.75±1.44C° and mean air humidity 62.37± 3.65%. The highest values of systolic blood pressure were post-exercise, while the lowest values were observed after 15 minutes of rest. (R = 0.597, p <0.007), post-exercise SBP and weight (r = 0.571, p <0.011) and SBP rest 5 minutes and BMI (r = 0.613; p <0,005). Conclusion: Under conditions of high temperature and humidity recovery after exercise was compromised where the blood pressure continued to decrease, however the heart rate despite presenting reductions did not return to the initial values.


Palavras-chave


Pressão arterial; Exercício; Temperatura alta

Texto completo:

PDF

Referências


-ACSM’S. Guidelines for Exercise Testing and Prescription. 6ª edição. Editora Guanabara Koogan. Rio de Janeiro. 2003. p.96-97.

-Almeida J.A.; Campbell C.S.G.; Pardono E.; Sotero R.C.; Magalhães G.;Simões H.G. Validade de Equações de Predição em Estimar o VO2max de Brasileiros Jovens a Partir do Desempenho em Corrida de 1.600m. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 16. Num. 1. 2010. p.57-60.

-Anunciação, P.G.; Polito, M.D. A Review on Post-exercise Hypotension in Hypertensive Individuals. Arquivos Brasileiros de Cardiologia.Vol.96. Num. 5. 2011. p.100-109.

-Anunciação, P.G.; Poton, R.; Szytko, A.; Polito, M.D.; Comportamento cardiovascular após o exercício resistido realizado de diferentes formas e volumes de trabalho. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 18. Num. 2. 2002. p.117-121.

-Borg G. Psychophysical bases of perceived exertion. Medicine Sci Sports Exerc. Vol. 14. 1982. p.377-381.

-Casonatto, J.; Polito M.D. Hipotensão pós-exercício aeróbio: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 2. 2009. p.151-157.

-Christofaro, D.G.D.; Casonatto, J.; Fernandes, R.A.; Cucato, G.G.; Gonçalves, C.G.S. Oliveira AR, et al. Efeito da Duração do Exercício Aeróbio sobre as Respostas Hipotensivas Agudas Pós-Exercício. SOCERJ. Vol. 21. Num. 6. 2008. p. 404-408.

-Cunha, G.A.; Rios A.C.S.; Moreno, J.R.; Braga, P.L.; Campbell, C.S.G.; Simões, H.G.; Denadai, M.L.D.R. Hipotensão pós-exercício em hipertensos submetidos ao exercício aeróbio de intensidades variadas e exercício de intensidade constante. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 12. Num. 6. 2006. p.313-17.

-Cruz, A.P.; Araújo, S.S.; Santos, J.R.; Leão, A.S. O Efeito Hipotensor do Exercício Aeróbico: uma Breve Revisão. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 15. Num. 4. 2011. p.79-86.

-Dalleck, L.; Dalleck, A. The ACSM Exercise Intensity Guidelines for Cardiorespiratory Fitness: Why the Misuse? Journal of Exercise Physiology online. Vol. 11. Num. 4. 2008. p.1-11.

-Fisher, M.M. The effect of aerobic on recovery ambulatory blood pressure in normotensive men an women. Research Quarterly for Exercise and Sport. Vol. 72. Num. 3. p.267-272. 2001.

-Forjaz, C.L.M.; Santaella, D.F.; Rezende, L.O.; Barreto, A.C.P.; Negrão, C.E. A Duração do exercício determina a magnitude e a duração da hipotensão pós-exercício. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 70. Num. 2. 1998. p.99-104.

-Furtado, E.C.; Ramos, O.S.; Araújo, C.G.S. Medindo a Pressão Arterial em Exercício Aeróbico: Subsídios para Reabilitação Cardíaca. Arq Bras Cardiol. Vol. 93. Num. 1. 2009. p.45-52.

-Lewington, S.; Clarke, R.; Qizilbash, N.; Peto, R.; Collins, R. Age-specific relevance of usual blood pressure to vascular mortality: a meta-analysis of individual data for one million adults in 61 prospective studies. The Lancet. Vol. 360. Num. 19. 2002. p.3-13.

-MacDonald, J.R.; MacDougall, J.D.; Hogben, C.D. The effects of exercise intensity on post exercise hypotension. Journal of Human Hypertension. Vol. 13. Num. 8. 1999. p.527-531.

-MacDonald, J.R. Potential causes, mechanisms, and implications of post exercise hypotension. J Hum Hypertens. Vol. 16. Num. 4. 2002. p.25-36.

-Malachias, M.V.B.; Souza, W.K.S.B.; Plavnik, F.L.; Rodrigues, C.I.S.; Brandão, A.A.; Neves, M.F.T.; Bortolotto, L.A.; Franco, R.J.S.; Poli-de-Figueiredo, C.E.; Jardim, P.C.B.V.; Amodeo, C.; Barbosa, E.C.D.; Koch, V.; Gomes, M.A.M.; Paula, R.B.; Póvoa, R.M.S.; Colombo, F.C.; Ferreira Filho, S.; Miranda, R.D.; Machado, C.A.; Nobre, F.; Nogueira, A.R.; Mion Júnior, D.; Kaiser, S.; Forjaz, C.L.M.; Almeida, F.A.; Martim, J.F.V.; Sass, N.; Drager, L.F.; Muxfeldt, E.; Bodanese, L.C.; Feitosa, A.D.; Malta, D.; Fuchs, S., Magalhães, M.E.; Oigman, W.; Moreira Filho, O.; Pierin, A.M.G.; Feitosa, G.S.; Bortolotto, M.R.F.L.; Magalhães, L.B.N.C.; Silva, A.C.S.; Ribeiro, J.M.; Borelli, F.A.O.; Gus, M.; Passarelli Júnior, O.; Toledo, J.Y.; Salles, G.F.; Martins, L.C.; Jardim, T.S.V.; Guimarães, I.C.B.; Antonello, I.C.; Lima Júnior, E.; Matsudo, V.; Silva, G.V.; Costa, L.S.; Alessi, A.; Scala, L.C.N.; Coelho, E.B.; Souza, D.; Lopes, H.F.; Gowdak, M.M.G.; Cordeiro Júnior, A.C.; Torloni, M.R.; Klein, M.R.S.T.; Nogueira, P.K.; Lotaif, L.A.D.; Rosito, G.B.A.; Moreno Júnior, H. VII Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 107. Num. 3. 2016. Supl. 3. p.1-82.

-Matsudo, S.M.; Araújo, T.L.; Matsudo, V.K.R.; Andrade, D.R.; Andrade, E.L.; Oliveira, L.C., Braggion, G. Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ): estudo de validade e reprodutibilidade no Brasil. Revista Brasileira de Atividade e Saúde. Vol. 10. p.5-18. 2001.

-Medina, F.L.; Lobo, F.S.; Souza, D.R.; Kanegusuku, H.; Forjaz, C.L.M. Atividade física: impacto sobre a pressão arterial. Rev Bras Hipertens. Vol. 17. Num. 2. 2010. p03-06.

-Mota, M.R.; Borges, R.F.; Pardono, E.; Melio, J.A.; Silva, F.M. Efeito do exercício aeróbio sobre a hipotensão pós-exercício. Coleção Pesquisa em Educação Física. Vol. 6. Num. 2. 2007. p.11-16.

-Nakamura, F.Y.; Aguiar C.A.; Fronchetti L.; Aguiar A.F.; Lima J.R.P. Alteração do limiar de variabilidade da frequência cardíaca após treinamento aeróbio de curto prazo. Motriz. Vol. 11. Num. 1. 2005. p.1-9.

-Negrão, C.E.; Rondon, M.U.P.B. Exercício físico, hipertensão e controle barorreflexo da pressão arterial. Revista Brasileira de Hipertensão. Vol. 8. Num. 1. 2001. p.89-95.

-Nogueira, A.R.; Muxfeldt, E.; Salles, G.F.; Bloch K.V. A importância clínica da pressão de pulso. Revista Brasileira de Hipertensão. Vol. 10. Num. 2. 2003. p.140-141.

-Oliveira, W.S.; Brandão, J. A.; Borges, G. Posição corporal e alterações hemodinâmicas: uma abordagem fisiológica. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 10. Num. 61. 2016. p.609-617. Disponível em:

-Pereira, G.M. Epidemiologia: teoria e prática. Guanabara Koogan. 1995. p.284-285.

-Santos A.S. Estimar a capacidade aeróbica através do teste de 2400 metros e velocidade crítica após oito semanas de treinamento aeróbico em militares da polícia militar de minas gerais. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 6.Num. 34. 2012. p.10-17. Disponível em:

-Senitko A.N.; Charkoudian N.; Halliwill J.R. Influence of endurance exercise training status and gender on postexercise hypotension. J Appl Physiol. Vol. 92. Num. 6. 2002. p.68-74.

-Silvestre, A.C.O.M.; Santos, M.S.B.; Oliveira, A.S.; Silva, F.T.M.; Santos, A.C. Magnitude da hipotensão pós-exercício aeróbio agudo: Uma revisão sistemática dos estudos randomizados. Motricidade. Vol. 10. Num. 3. 2014. p.99-111.

-Singh, J. P.; Larson, M. G.; Manolio, T. A.; O'Donnell, C. J.; Lauer, M.; Evans, J. Blood Pressure Response During Treadmill Testing as a Risk Factor for New-Onset Hypertension: The Framingham Heart Study. Circulation. Vol. 99. Num. 18. 1999. p.31-36.

-Ruivo, J.A.; Alcântara, P. Hipertensão arterial e exercício físico. Revista Portuguesa de Cardiologia. Vol. 31. Num. 15. 2012. p.1-8.

-WHO. Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases. World Health Organ Tech Rep Ser. Vol. 9. Num. 16. 2003 p.1-149.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui