Hábitos de sono e sonolência diurna excessiva em acadêmicos ingressantes de Educação Física

João Antônio Simeoni Romagnoli, Diego Grasel Barbosa, Geraldo Jose Ferrari Junior, Manoella de Oliveira Santos, Andreia Pelegrini, Érico Pereira Gomes Felden

Resumo


Objetivo: verificar os hábitos de sono e sonolência diurna em acadêmicos ingressantes no curso de Educação Física de uma universidade no município de Florianópolis-SC. Materiais e método: A amostra, foi composta por 107 acadêmicos ingressantes no ensino superior no ano de 2014 e no primeiro semestre letivo de 2015, nos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Educação Física de uma universidade pública do município de Florianópolis-SC. Foram coletadas questões sociodemográficas e questões referentes ao sono (duração do sono e horários de acordar e dormir nos dias com e sem aula) e sonolência diurna. A investigação da sonolência diurna foi realizada por meio da Escala de Sonolência de Epworth e para o hábito de sesta foi utilizada a questão “Você possui hábito de sesta?”. Para análise dos dados, foram utilizadas as estatísticas descritivas (média, desvio-padrão, distribuição de frequências) e inferencial. Resultados: Verificou-se que mais da metade dos sujeitos da amostra (57,5%), apresentaram hábito de realizar a sesta. Além disto, os sujeitos do turno matutino apresentaram maior média de duração da mesma, comparados com os sujeitos do turno noturno (p=0,012). Já em relação à duração do sono, os acadêmicos ingressantes do turno noturno apresentaram maior tempo de sono de segunda a quinta, comparados aos acadêmicos do turno matutino (p<0,001) Conclusão: Concluiu-se que os acadêmicos ingressantes do período matutino sofrem mais com a privação do sono do que os acadêmicos ingressantes do período noturno.

 

ABSTRACT 

Sleep habits and excessive daytime sleepiness in incoming physical education students

Objective: to verify the sleep habits and daytime sleepiness in students entering the Physical Education course of a university in the city of Florianópolis-SC. Materials and methods: The sample consisted of 107 undergraduate students enrolled in higher education in 2014 and the first semester of 2015, in the undergraduate and graduate courses in Physical Education of a public university in the city of Florianópolis-SC. Sociodemographic issues and questions related to sleep (sleep duration and waking and sleeping times on days with and without class) and daytime sleepiness were collected. The investigation of daytime drowsiness was performed using the Epworth Sleepiness Scale and for the siesta habit was the question "Do you have a siesta habit?". For data analysis, the descriptive statistics (mean, standard deviation, frequency distribution) and inferential statistics were used. Results: It was verified that more than half of the subjects in the sample (57.5%) had a habit of performing the siesta. In addition, the subjects of the morning shift had a longer average of the same, compared to the subjects of the night shift (p = 0.012). In relation to sleep duration, the students who entered the night shift had a higher sleep time from second to fifth compared to the students on the morning shift (p <0.001). Conclusion: It was concluded that the incoming students of the morning period suffer more from sleep Sleep deprivation than the night-time attending academics.


Palavras-chave


Privação do Sono; Universidades; Educação Física e Treinamento; Sono

Texto completo:

PDF

Referências


-Andorko, N. D.; Mittal, V.; Thompson, E.; Denenny, D.; Epstein, G.; Demro, C.; e colaboradores. The association between sleep dysfunction and psychosis-like experiences among college students. Psychiatry Research. Vol. 248. Num. 1. 2017. p.6-12.

-Bakotic, M.; Radosevic-Vidacek, B.; Koscec, A. Residential status and sleep regularity of university students in Croatia. Journal of Sleep Research. Vol. 15. Num. 124. 2016. p. 34-45.

-Bertolazi, A. N.; Fagundes, S. C.; Hoff, L. S.; Pedro, V. D.; Barreto, S. S. M.; Johns M. W. Validação da escala de sonolência de Epworth em português para uso no Brasil. Jornal Brasileiro de Pneumologia. Vol. 35. Num 9. 2009. p. 877-883.

-Borbély, A. A. A two process model of sleep regulation. Human neurobiology. Vol. 1. Num. 3. 1982. p. 195-204.

-Dass, K.; Petrusan, A. J.; Beaumont, J.; Zee, P.; Lai, J. S.; Fishbein, A. Assessment of sleep disturbance in children with allergic rhinitis. Annals of Allergy, Asthma & Immunology. Vol. 29. Num. 1. 2017. p. 1-2.

-Dewald, J. F.; Meijer, A. M.; Oort, F. J.; Kerkhof, G. A.; Bögels, S. M. The influence of sleep quality, sleep duration and sleepiness on school performance in children and adolescents: a meta-analytic review. Sleep medicine reviews. Vol. 14. Num. 3. 2010. p. 179-189.

-Felden, E. P.; Ferrari Junior, G. J.; Andrade, R. D.; Claumann, G. S.; Pelegrini, A.; Teixeira, C. S. Fatores associados à baixa duração do sono em universitários ingressantes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol 23. Num. 4. 2015. p. 94-103.

-Fishbein, A.B.; Vitaterna, O.; Haugh, I.M. Nocturnal eczema: review of sleep and circadian rhythms in children with atopic dermatitis and future research directions. Journal of Allergy and Clinical Immunology. Vol. 136. Num. 1. 2015. p. 1170–1177.

-Fonseca, A. L. P.; Zeni, L. B.; Flügel, N. T.; Sakae, T. M.; Remor, K. V. T. Estudo comparativo sobre qualidade do sono entre universitários de uma instituição de ensino do sul catarinense. Arquivos Catarinenses de Medicina. Vol. 44. Num. 4. 2016. p. 21-33.

-Hirshkowitz, M.; Whiton, K.; Albert, S. M.; Alessi, C.; Bruni, O.; Don Carlos, L. National Sleep Foundation’s sleep time duration recommendations: methodology and results summary. Sleep Health. Vol. 1. Num. 1. 2015. p. 40-43.

-Johns, M. W. A new method for measuring daytime sleepiness-the Epworth Sleepiness Scale. Sleep. Vol. 14. Num. 6. 1991. p. 540-545.

-Koinis-Mitchell, D.; Craig, T.; Esteban, C. A.; Klein, R. B. Sleep and allergic disease: a summary of the literature and future directions for research. Journal of Allergy and Clinical Immunology. Vol. 130. Num. 1. 2012. p. 1275-1281.

-Lopes, S.; Almeida, F.; Jacob, S.; Figueiredo, M.; Vieira, C.; Carvalho, F. Tell me how you sleep: sleep habits and problems in portuguese pre-scholar and scholar children. Nascer e crescer. Vol. 25. Num. 4. 2017. p. 211-216.

-Louzada, F.; Menna-Barreto, L. Sleep-wake cycle in rural populations. Biological Rhythm Research. Vol. 35. Num. 2. p. 153-157.

-Martini, M.; Brandalize, M.; Louzada, F. M.; Pereira, E. F.; Brandalize, D. Fatores associados à qualidade do sono em estudantes de Fisioterapia. Fisioterapia e Pesquisa. Vol. 19. Num. 3. p. 261-267.

-Nojomi, M.; Bandi, M. F. G.; Kaffashi, S. Sleep pattern in medical students and residents. Arch Iran Med Teerã. Vol. 12. Num. 6. p. 542-549.

-Pereira, E. F.; Barbosa, D. G.; Andrade, R. D.; Claumann, G. S.; Pelegrini, A.; Louzada, F. M. Sono e adolescência: quantas horas os adolescentes precisam dormir? Jornal Brasileiro de Psiquiatria. Vol. 64. Num. 1. 2015. p. 40-44.

-Pereira, E. F.; Bernardo, M. P. S. L.; Almeida, D.; Louzada, F. M. Sono, trabalho e estudo: duração do sono em estudantes trabalhadores e não trabalhadores. Caderno de Saúde Pública. Vol. 27. Num. 5. p. 975-984. 2011

-Perez-Lloret, S.; Videla, A. J.; Richaudeau, A.; Vigo, D.; Rossi, M.; Cardinali, D. P.; Perez-Chada, D. A multi-step pathway connecting short sleep duration to daytime somnolence, reduced attention, and poor academic performance: an exploratory cross-sectional study in teenagers. Journal of Clinical Sleep Medicine. Vol. 9. Num. 5. p. 469-473.

-Owens, J. Insufficient sleep in adolescents and young adults: an update on causes and consequences. Pediatrics. Vol. 134. Num. 3. p. 921-932.

-Reis, M. C.; Júnior, E. P. P.; Melo, N. D. S. A.; Raposo, M. T.; Munaro, H. L. R. Condições de saúde e fatores associados a satisfação com vida em acadêmicos de fisioterapia. Saúde.com. Vol. 12. Num. 3. p. 638-645.

-Silva, G. M.; Ramos, F. A.; Bernardes, L. D. S.; Alves, P. R. R.; Fabro, M. A. Qualidade do sono em estudantes do regime regular e internato médico. Revista Médica da UFPR. Vol. 3. Num. 1. p. 19-24.

-Thomas, C. M.; McIntosh, C. E.; Lamar, R. A.; Allen, R. L. Sleep deprivation in nursing students: The negative impact for quality and safety. Journal of Nursing Education and Practice. Vol. 7. Num. 5. p. 87-98.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui