O efeito da idade relativa na seleção de atletas em jogos esportivos coletivos

Walan Robert da Silva, Kamyla Freitas, Mariluce Poerschke Vieira, Elisa Ferrari, Denis Greboggy, Fernando Luiz Cardoso

Resumo


Nos jogos esportivos coletivos os atletas são divididos de acordo com o ano de nascimento, como consequência desse processo tem-se o efeito da idade relativa (EIR), que representa a possível vantagem obtida pelo atleta agrupado em um escalonamento etário dentro do mesmo ano de seleção de uma categoria. O objetivo desse estudo foi verificar o EIR na seleção de atletas em diferentes Jogos Esportivos Coletivos de acordo com o sexo, em clubes e equipes esportivas do Estado de Santa Catarina. Participaram do estudo 360 atletas, sendo 217 (60,3%) do sexo masculino, com média de idade de 20,9 (±5,23) anos, das modalidades de futebol de campo, futsal, handebol e basquetebol. Os indicadores sociodemográficos, econômicos e esportivos foram obtidos por meio de um questionário auto aplicado. Para verificar a idade relativa utilizou-se o calendário anual, dividindo o ano em quartis. A análise dos resultados demonstrou um maior percentual de atletas nascidos no primeiro quartil, entretanto o EIR foi verificado apenas nos atletas de futebol de campo, sendo que para os atletas de basquetebol observou-se uma tendência ao aparecimento. Além disso, verificou-se uma maior concentração de atletas do sexo masculino nascidos no primeiro semestre, enquanto que para o sexo feminino essa associação não foi significativa. Em conclusão, observa-se que o nível de competitividade do esporte pode ser um fator importante no favorecimento do EIR em esportes categorizados pela idade. Além disso, maior cautela e atenção são necessários para atletas do sexo masculino, especialmente em esportes com níveis de concorrências mais elevado.

 

ABSTRACT 

The effect of relative age in the selection of athletes in collective sports games

The objective of this study was to verify the EIR in the selection of athletes in different Collective Sports Games according to the sex, in clubs and sports teams of the State of Santa Catarina. A total of 360 athletes participated in the study, of which 217 (60.3%) were males, with a mean age of 20.9 (± 5.23) years, of field, futsal, handball and basketball modalities. Socio-demographic, economic and sports indicators were obtained through a self-administered questionnaire. To verify the relative age, the annual calendar was used, dividing the year into quartiles. The analysis of the results howed a higher percentage of athletes born in the first quartile, however the EIR was verified only in the field soccer athletes, and for the athletes of basketball was observed a tendency to appear. There was a higher concentration of male athletes born in the first semester, in females this association was not significant. It is observed that th elevel of competitiveness of the sport can bean important factor in the favoring of the EIR in sports categorized by age. In addition, greater caution and attention are needed for male athletes, especially in sports with higher competition levels.


Palavras-chave


Idade relativa; Modalidades coletivas; Formação atlética; Seleção de atletas

Texto completo:

PDF

Referências


-Albuquerque, M. R.; Costa, V. T.; Lage, G. M.; Franchin, E.; Costa I. T.; Malloy-Diniz, L. The relative age effect in combat sports: an analysis of olympic judo athletes, 1964-2012. Percept Motor Skill. Vol. 121. Núm. 1. 2016a. p. 1-9. 12.

-Albuquerque, M. R.; Fukuda, D. H.; Costa, V. T.; Lopes, M. C.; Franchini, E. Do weight categories prevent athletes from the relative age effect? a meta-analysis of combat sports. Sport Sci Health. Vol.12. 2016b. p.133.

-Albuquerque, M. R.; Tavares, V.; Lage, G. M.; Paula, J. J.; Costa, I. T.; Malloy-Diniz, L. F. Relative age effect in Olympic Judo athletes: A weight category analysis. Science & Sports. p. 59-61. 2013.

-Andronikos, G.; Elumaro I. A.; Westbury T.; Martindale, R. J. J. Relative age effect: implications for effective practice, J Sports Sci. Vol. 34. Núm. 12. 2015. p. 1124-1131.

-Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP). Critério de classificação econômica Brasil. São Paulo. 2015.

-Baker J.; Schorer J.; Cobley S. Relative age effects. Sport wissenschaft. Vol. 40. Núm. 1. 2010. p. 26-30.

-Baker, J.; Schorer J.; Cobley, S.; Bräutigam, H.; Büsch, D. Gender, depth of competition and relative age effects in team sports. Asian Journal of Exercise & Sports Science. Vol. 6. Núm.1. 2009. p. 1-7.

-Carling, C.; le Gall, F.; Reilly, T.; Williams, A. M. Do anthropometric and fitness characteristics vary according to birth date distribution in elite youth academy soccer players? Scand J Med Sci Sports. Vol. 19. Núm.1. 2009. p. 3-99.

-Cobley, S.; Basker, J. Annual age-grouping and athlete development: a meta-analytical review of relative age effects in sport. Sports Med. Vol. 39. Núm. 3. 2009. p. 235-256.

-Costa, V. T.; Simim, M. A. M.; Noce, F.; Costa, I. T.; Samulski, D. M.; Moraes, L. Comparison of relative age of elite athletes participating in the 2008 Brazilian soccer championship series A and B. Motricidade (Santa Maria da Feira) Vol.5. 2009. p. 35-38.

-Delorme, N.; Raspaud, M. The relative age effect in young French basketball players: a study on the whole population. Scand J Med Sci Sports. Vol. 19. Núm. 2. 2009. p. 235-242.

-Goldschmied, N. No evidence for the relative age effect in professional women’s sports. Sports Med. Vol. 41. Núm. 1. 2011. p. 87-88.

-Leite, N.; Borges, J.; Santos, S.; Sampaio, J. The relative age effect in school and federative sport in basketball. Revista de psicología del deporte. Vol. 22. Núm.1. 2013. p. 219-222.

-Malina, R. M.; Eisenmann, J. C.; Cumming, S. P.; Ribeiro, B.; Aroso, J. Maturity associated variation in the growth and functional capacities of youth football (soccer) players 13-15 years. Eur J Appl Physiol. Vol. 91. Núm. 5. 2004. p. 555-562.

-Massa, M.; Costa, E. C; Moreira, A.; Thiengo, C. R.; Lima M. R.; Quispe, M. W.; Aoki, M. S. The relative age effect in soccer: a case study of the São Paulo Football Club. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. Vol. 16. Núm. 4. 2014. p. 399-405.

-Menezes, R.; Marques, R.; Nunomura, M. Especialização esportiva precoce e o ensino dos jogos coletivos de invasão. Movimento. Vol. 20. Núm. 1. 2014. p. 351-373.

-Musch, J.; Grondin, S. Unequal competition as an impediment to personal development: a review of the relative age effect in sport. Dev Rev. Vol. 21. Núm. 2. 2016. p.147-167.

-Nakata, H.; Kiwako, S. Relative age effect in Japanese male athletes. Percept Mot Skills. Vol. 113. Núm. 2. 2011. p. 570-574.

-Nikolaidis, P.; Calleja-González, J.; Padulo, J. The effect of age on positional differences in anthropometry, body composition, physique and anaerobic power of elite basketball players. Sport Sci Health. Vol. 10. Núm. 3. 2014. p. 225-233.

-Penna, E. M.; Costa, V.; Ferreira R. M.; Moraes L. Efeito da idade relativa no futsal de base de Minas Gerais. Rev Bras Ciênc Esporte. Vol. 34. Núm. 1. 2012. p. 41-51.

-Penna, E. M.; Moraes, L. Efeito relativo da idade em atletas brasileiros de futsal de alto nível. Motriz rev. educ. fís. Vol. 16. Núm. 3. p. 658-663.

-Rabelo, F. N.; Pasquarelli, B. N.; Matzenbachera, F.; Campos, F. A. D.; Osieckid, R.; Dourado, A. C.; Stanganelli, L. C. R. Efeito da idade relativa nas categorias do futebol brasileiro: critérios de seleção ou uma tendência populacional? Rev Bras Ciênc Esporte. 2016.

-Reverdito, R. S, Scaglia A. Pedagogia do esporte: jogos coletivos de invasão. São Paulo: Phorte. 2009.

-Ribeiro Junior, E.; Keller, B.; Pereira, J.; Coelho, R. W.; Boas M.; Grunevald, E. O fenômeno da idade relativa em atletas de tênis infanto juvenil e profissional: nível de associação com o ranking da federação sul-americana e mundial. Journal of Physical Education. Vol. 24. Núm. 3. 2013. p. 371-379.

-Rogel, T.; Alves I.; França, H.; Vilarinho, R.; Madureira, F. Efeitos da idade relativa na seleçao de talento no futebol. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. Vol. 6. Núm. 3. 2009. p. 171-178.

-Salinero, J.; Pérez, B.; Burillo, P.; Lesma, M. Relative age effect in european professional football. Analysis by position. Journal of Human Sport and Exercise. Vol. 8. Núm. 4. 2013. p. 966-973.

-Schorer, J.; Cobley, S.; Busch, D.; Bräutigam, H.; Baker, J. Influences of competition level, gender, player nationality, career stage and playing position on relative age effects. Scand JMed Sci Sports. Vol. 19. 2009. p. 720-730.

-Sedano, S.; Vaeyens, R.; Redondo, J.C. The Relative Age Effect in Spanish Female Soccer Players. Influence of the Competitive Level and a Playing Position. J Human Kinet. Vol. 46. Núm. 1. 2015. p. 129-137.

-Silva, T.; Garganta, J.; Brito, J.; Cardoso, F.; Teoldo, I. Influência do efeito da idade relativa sobre o desempenho tático de jogadores de futebol da categoria sub‐13. Rev Bras Ciênc Esporte. 2015.

-Wattie, N.; Cobley, S.; Baker, J. Towards a unified understanding of relative age effects. J Sport Sci. Vol. 26. Núm. 13. 2008. p. 1403-1409.

-Werneck, F. Z.; Coelho E. F.; Oliveira H. Z.; Ribeiro Junior, D.; Almas, S. P.; Lima, J.; Matta, M. O.; Figueiredo, A. J. Relative age effect in Olympic basketball athletes. Sci Sport. Vol. 31. Núm. 3. 2016. p. 158-161.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui