Efeito de um programa de treinamento de força sobre o colesterol total de mulheres pós-menopáusicas

Gabriel Carlos Goulart Scarlato, Alyson Roberto Batista Monteiro, Rodrigo Ferro Magosso

Resumo


 

O objetivo do presente estudo foi analisar os efeitos do treinamento de força na alteração dos níveis plasmáticos de colesterol total de mulherespós-menopáusicas fisicamente ativas. Participaram do estudo 5 mulheres pós-menopáusicas com idade de 53,2 ± 1,48 anos, que realizaram sessões de treinamento de força por um período de 10 semanas, com frequência de 3 vezes por semana em dias alternados, intensidade de 80% de 1RM e volume de 3 séries de 10 repetições por exercício, em método de séries múltiplas. Na condição pré treinamento a média dos valores de colesterol total das voluntárias foi de 242,4 ±39,4 mg/dL, após o período de treinamento os valores de colesterol total foram de 204 ±18,34 mg/dL (p = 0,032). Além disso no período de pré treinamento a média da somatória das forças foi de 546,0 ± 26,9 kg e após o período de 10 semanas de treinamento essa média da somatória foi de 607,6 ± 26,1 kg (p = 0,006). O presente estudo permitiu concluir que um período de 10 semanas de treinamento de força a 80% de 1RM foi capaz de aumentar os níveis de força e reduzir os níveis plasmáticos de colesterol total em mulheres pós-menopáusicas.

 

ABSTRACT 

The aim of this study was to analyze the effects of strength training on changes in plasma levels of total cholesterol of post-menopause physically active women. The study included five post-menopausal women aged 53.2 ± 1.48 years, who performed strength training for 10 weeks, 3 times a week on alternate days, with an intensity of 80% of 1RM and 3 sets of 10 repetitions per set in a multiple sets method. In the pre training period the average condition of total cholesterol values of the volunteers was 242.4 ± 39.4 mg / dL after the training period the total cholesterol values were 204 ± 18.34 mg / dL (p <0.005). In the pre training period the average of the sum of 1RM was 546.0 ± 26.9 kg, and after the 10-week training period that the average sum was 607.6 ± 26.1 kg (p <0.05). This study found that a period of 10 weeks of strength training at 80% of 1RM is able to increase levels of strength and reduce the plasma levels of total cholesterol of post-menopausal women.


Palavras-chave


Hipercolesterolemia; Exercício físico; Força muscular

Texto completo:

PDF

Referências


-Bonfim, M. R., e colaboradores. Caracterização do tratamento medicamentoso com estatinas em unidade básica de saúde. Medicina Ribeirão Preto Online. vol. 46, Num. 1. 2013. p. 47-55.

-Brown, L. E., Weir, J. P. Asep procedures recommendation I: Accurate assessment ofmuscular strength and power. Professionalization of Exercise Physiology, v. 4, n. 11, 2001.

-Ciolac, E. G., Guimarães, G. V. Exercício físico e síndrome metabólica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 10. Num. 4. 2004. p. 319-324.

-Correia, F. O., Leal, R. S. Efeito do exercício aeróbio e resistido nas alterações do colesterol total e lipoproteínas HDL-C, LDL-C e triglicerídeos. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 4. Num. 22. 2012. p. 337-341.

-Dias, R. M. R., e colaboradores. Impacto de oito semanas de treinamento com pesos sobre a força muscular de homens e mulheres. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Num. 4. 2005. p. 224-228.

-Fagherazzi, S., Dias, R. D. L., Bortolon, F. Impacto do exercício físico isolado e combinado com dieta sobre os níveis séricos de HDL, LDL, colesterol total e triglicerídeos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 14. Num. 4. 2008. p. 381-386.

-Guttierres, A. P. M., Marins, J. C. B. Os efeitos do treinamento de força sobre os fatores de risco da síndrome metabólica. Revista Brasileira de Epidemiologia. Vol. 11. Num. 1. 2008. p. 147-158.

-Katsanos, C. S., Grandjean, P. W., Moffatt, R. J. Effects of low and moderate exercise intensity on postprandial lipemia and post heparin plasma lipoprotein lipase activity in physically active men. Journal of applied physiology. Vol. 96. Num. 1. 2004. p. 181-188.

-Martinez, T. L. R., e colaboradores. Campanha nacional de alerta sobre o colesterol elevado. Determinação do nível de colesterol de 81.262 brasileiros. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 80. Num. 6. 2003. p. 631-634.

-Moreno, R. J., e colaboradores. Treinamento resistido de oito semanas melhora a aptidão física, mas não altera o perfil lipídico de indivíduos hipercolesterolêmicos. Revista Digital [EF y Deportes], 2005.

-Prabhakaran, B., e colaboradores. Effect of 14 weeks of resistance training on lipid profile and body fat percentage in premenopausal women. British Journal of Sports Medicine. Vol. 33. Num. 3. 1999. p. 190-195.

-Prado, E. S., Dantas, E. H. M. Efeitos dos exercícios físicos aeróbio e de força nas lipoproteínas HDL, LDL e lipoproteína (a). Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 79. Num. 4. 2002. p. 429-433.

-Silva, J. L. D., Maranhão, R. C., Vinagre, C. G. C. D. M. Efeitos do treinamento resistido na lipoproteína de baixa densidade. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 16. Num. 1. 2010. p. 71-76.

-Silva, R. B. D., e colaboradores. Atividade física habitual e risco cardiovascular na pós-menopausa. Revista da Associação Médica Brasileira. Vol. 52. Num. 4. 2006. p. 242-246.

-Trancoso, E. S. F., Farinatti, P. D. T. V. Efeitos de 12 semanas de treinamento com pesos sobre a força muscular de mulheres com mais de 60 anos de idade. Revista Paulista de Educação Física. Vol. 16. Num. 2. 2002. p. 220-229.

-Xavier, H. T., e colaboradores. V Diretriz brasileira de dislipidemias e prevenção da aterosclerose. Arquivos brasileiros de cardiologia. Vol. 101. Num. 4. 2013. p. 1-20.

-Zanella, A. M., Souza, D. R., Godoy, M. F. Influência do exercício físico no perfil lipídico e estresse oxidativo. Arquivo Ciência e Saúde. Vol. 14. Num. 2. 2007. p. 107-112.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui