Respostas cardiovasculares agudas ao treinamento resistido em sessões de treino com características tensionais e metabólicas

Heloane Liborio Raiol, Matheus Barbalho, Igor Cerejo Tavares da Silva de Almeida, Rodolfo Raiol

Resumo


O Treinamento Resistido (TR) tem sido considerado capaz de promover melhoras em parâmetros cardiovasculares de maneira segura. O Duplo-Produto (DP) é o principal indicador de intensidade cardiovascular do TR e está associado consumo de oxigênio do miocárdio, sendo assim, é um parâmetro válido para o controle de riscos cardiovasculares. O propósito deste trabalho é investigar os efeitos do TR de característica metabólica e tensional nas respostas cardiovasculares agudas. O estudo analisou duas sessões de TR sendo uma de característica metabólica e a outra de característica tensional, os exercícios leg press, cadeira extensora e cadeira flexora, em relação ao comportamento do DP, em 10 mulheres (idade= 27,1±6 anos; massa= 62,5±5 kg; estatura: 1,63±0,05m), com um ano de treinamento resistido. Não foi encontrada diferença significante entre as variáveis cardiovasculares aferidas ao fim de ambas as modalidades de treino resistido. Entretanto a PA diastólica apresentou-se maior na modalidade tensional durante o leg press (p=0,006), enquanto que a PA sistólica se apresentou inferior nesta modalidade durante a cadeira extensora (p=0,005). Enquanto o duplo-produto entre o leg press e a cadeira extensora foi mais notável na modalidade tensional (p = 0,004) e que a variação da frequência cardíaca em relação ao repouso foi superior na modalidade metabólica (p= 0,041). O estudo conclui que ambos os métodos de treinamento apresentam respostas cardiovasculares similares e que o percentual de carga não parece interferir nesses aspectos e sim intervalos de séries, exercícios com maior recrutamento muscular.


Palavras-chave


Treinamento resistido; Frequência cardíaca; Pressão arterial

Texto completo:

PDF

Referências


-American College of Sports Medicine [ACSM]. Exercise and hypertension. Med Sci Sport Exerc. Vol. 36. Num. 4. 2004. p. 533-553.

-Ayres, M.; Lemos, A. Elementos Epidemiológicos e Bioestatísticos. Belém. Rose Silveira. 2012.

-Belghazi, J.; El Feghali, R.N.; Moussalem, T.; Rejdych, M.; Asmar, R.G. Validation of four automatic devices for self-measurement of blood pressure according to the international protocol of the European Society of Hypertension. Vasc Health Risk Manag. Vol. 3. Num. 4. 2007. p. 389-400.

-Bentes, C.M.; Costa, P.B.; Neto, G.R.; Costa e Silva, G.V.; de Salles, B.F.; Miranda, H.L.; Novaes, J.S. Hypotensive effects and performance responses between different resistance training intensities and exercise orders in apparently health women. Clin Physiol Funct Imaging. Vol. 35. Num. 3. 2015. p. 185-190.

-Braith, R.W.; Stewart, K.J. Resistance exercise training: its role in the prevention of cardiovascular disease. Circulation. Vol. 113. Num. 22. 2006. p. 2642-2650.

-Braith, R.W.; Graves, J.E.; Leggett, S.H.; Pollock, M.L. Effect of training on the relationship between maximal and submaximal strength. Med Sci Sport Exerc. Vol. 25. Num. 1. 1993. p. 132-138.

-Castinheiras-Neto, A.G.; Costa-Filho, I.R.; Farinatti, P.T.V. Respostas cardiovasculares ao exercício resistido são afetadas pela carga e intervalos entre séries. Arq. Bras. Cardiol. Vol. 95. Num. 4. 2010. p. 493-501.

-Cavalcante, P.A.; Rica, R.L.; Evangelista, A.L.; Serra, A.J.; Figueira Junior, A.; Pontes Junior, F.L.; Kilgore, L.; Baker, J.S.; Bocalini, D.S. Effects of exercise intensity on postexercise hypotension after resistance training session in overweight hypertensive patients. Clin Interv Aging. Vol. 10. 2015. p. 1487-1495.

-Farinatti, P.T.V.; Assis, B.F.C.B. Estudo da frequência cardíaca, pressão arterial e duplo-produto em exercícios contra- resistência e aeróbico contínuo. Rev. Bras. Ativ. Saúde. Vol. 5. Num 2. 2000. p. 5-16.

-Figueiredo, T.; Willardson, J.M.; Miranda, H.; Bentes, C.M.; Machado Reis, V.; Freitas de Salles, B.; Simão, R. Influence of Rest Interval Length Between Sets on Blood Pressure and Heart Rate Variability After a Strength Training Session Performed by Prehypertensive Men. J Strength Cond Res. Vol. 30. Num. 7. 2016. p. 1813-1824.

-Gentil, P. Bases Científicas do Treinamento de Hipertrofia. 5 ed. North Charleston. Createspace. 2014.

-Liborio, H.B.; Raiol, R.A. Comportamento do duplo produto em três diferentes exercícios resistidos em mulheres normotensas. RESC. Vol. 5. Num. 2 (suplemento especial). 2015. p. 4.

-Monteiro, W.D.; Souza, D.A.; Rodrigues, M.N.; Farinatti, P.T.V. Respostas cardiovasculares agudas ao exercício de força realizado em três diferentes formas de execução. Rev Bras Med Esporte. Vol. 14. Num. 2. 2008. p. 94-98.

-Powers, S.K.; Howley, E.T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. 8ª edição. São Paulo. Manole. 2014.

-Santos, E.P.; Costa, J.C.C.C.P.; Wellington, C.S.; Navarro, A.C.; Silva, A.S. Duplo produto em exercícios de força realizados em duas velocidades diferentes. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 4. Num. 21. 2010. p. 252-256. Disponível em:

-Schoenfeld, B.J. The Mechanisms of Muscle Hypertrophy and Their Application to Resistance Training. J Strength Cond Res. Vol. 24. Num. 10. 2010. p. 2857-2872.

-Silva, G.C.O.; Cavalcante, L.S.; Silva, W.V.; Forte, L.D.M.; Silva, A.S. Dano muscular provocado por treinamento resistido com diferentes tempos de fase excêntrica e intervalos entre as séries. Coleção Pesquisa em Educação Física. Vol. 9. Num. 3. 2010. p. 93-98.

-Takarada, Y.; Takazawa, H.; Ishii, N. Applications of vascular occlusion diminish disuse atrophy of knee extensor muscles. Med Sci Sport Exerc. Vol. 32. Num. 12. 2000. p. 2035–2039.

-Teixeira, C.V.L.S. Métodos avançados de treinamento para hipertrofia. 2 ed. North Charleston. Createspace. 2015.

-Xanthos, P.D.; Gordon, B.A.; Kingsley, M.I. Implementing resistance training in the rehabilitation of coronary heart disease: A systematic review and meta-analysis. Int J Cardiol. Vol. 230. 2017. p. 493-508.

-Yamamoto, S.; Hotta, K.; Ota, E.; Mori, R.; Matsunaga, A. Effects of resistance training on muscle strength, exercise capacity, and mobility in middle-aged and elderly patients with coronary artery disease: a meta-analysis. J. Cardiol. Vol. 68 Num. 2. 2016. p. 125–134.

-Zaniz, F. L.; de Lima, E.; Parente Júnior, E. V.; Frota, P. B.; Gonçalves, C. B. H.; de Moraes, M. R. Análise do duplo produto no treinamento de força em séries com características metabólicas e tensionais. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 2. Num. 7. 2008. p. 55-68. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui