Respostas fisiológicas agudas a uma luta de Huka-Huka

Deivison Soares Meninea, Antenor Barbosa Calandrini De Azevedo, Arthur Pinto Magno, Victor Silveira Coswig

Resumo


O Huka-Huka é considerado uma luta que simboliza o ritual de passagem de jovens guerreiros para a fase adulta, e tem como principal objetivo derrubar o adversário de costas ao chão. Porém, não existem estudos na literatura que determinem as variáveis fisiológicas dessa modalidade, dentre as quais se encontra a frequência cardíaca (FC), glicemia e massa corporal (MC). Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar as respostas fisiológicas agudas decorrentes de uma luta de Huka-Huka. As coletas ocorreram durante um evento acadêmico universitário, no qual participaram nove atletas amadores de Huka-Huka. A obtenção dos dados, foram divididas em dois momentos: PRÉ e PÓS o término da luta, antes das lutas os participantes foram levados à uma sala para realizar as medidas antropométricas, aferir a FC de repouso, glicemia, MC para verificação de grau de desidratação pós luta, e estatura. Ao final de cada luta o participante era imediatamente solicitado para realizar novamente a aferição da FC, glicemia e MC. A análise dos dados indicou um aumento glicêmico no momento PÓS 142,0 ± 22,2 mg.ml-1 em relação ao PRÉ 118,7 ± 11,7 mg.ml-1 (p= 0,03), redução significativa na MC de 72,8 ± 12,7 kg para 72,3 ±12,6 kg, (p=0,03), já, a FC foi possível observar o aumento significativo do PÓS 171,6 ± 12,3 bpm em relação ao PRÉ 90,0 ± 12,8 bpm (p=0,001). Concluímos que combates com duração de até quatro minutos na modalidade Huka-Huka foram suficientes para promover redução na MC, e elevação da FC e nível glicêmico dos participantes.


Palavras-chave


Lutas marciais; Respostas fisiológicas; Desempenho atlético

Texto completo:

PDF

Referências


-Andreato, L. V.; Lara, F. J. D.; Andrade, A. e Branco, B. H. M. Physical and physiological profiles of Brazilian Jiu-Jitsu athletes: a Systematic Review. Sports Medicine. Vol. 3. Num. 1. 2017. p. 9.

-Artioli, G. G.; Gualano, B.; Franchini, E.; Scagliusi, F. B.; Takesian, M.; Fuchs, M.; Jr, L. Prevalence, magnitude, and methods of rapid weight loss among Judo competitors. Medicine & Science in Sports & Exercise. Vol. 42. Num. 3. 2010. p. 436-442.

-Aurélio, M.; Jesus, F. De. e Zanetti, H. R. Modulações fisiológicas após lutar karatê. Arquivos de Ciências do Esporte. Vol. 3. Num. 1. 2015. p. 16-19.

-Barbosa, A.P.; Sztajnbok, J. Distúrbios hidroeletrolíticos. Jornal de pediatria. Vol. 75. 1999. p. 223-233

-Brasil, B.; Chiviacowsky, S.; Vecchio, F. B. Del.; Alberton C. L. A. Comparação do Equilíbrio Dinâmico entre Praticantes de Brazilian Jiu-Jitsu com Diferentes Níveis de Experiência. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 29. Num. 4. 2015. p. 535-541.

-Borg, G. A. V. Psychophysical bases of perceived exertion. Medicine & Science in Sports & Exercise. Vol. 14. Num. 5. 1982. p. 377-381.

-Bortolotto, L. A.; Consolim-Colombo, F. M. Betabloqueadores adrenérgicos. Revista Brasileira de Hipertensão. Vol. 16. Num. 4. 2009. p. 215-220.

-Canali, E. S.; Kruel, L. F. Respostas hormonais ao exercício. Revista. Paulista de Educação. Física. Vol. 15. Num. 2. 2001. p. 141-153.

-Carneiro, R. W.; Souza, T. M. F.; Assumpção, C. O.; Neto, J. B.; Asano, R. Y.; Oliveira, J. F. Comportamento da frequência cardíaca e percepção subjetiva de esforço durante combate de Jiu-Jitsu Brasileiro. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia Do Exercício. Vol. 7. Num. 37. 2013. p. 98-102.

-Chaabene, H.; Hachana, Y.; Franchini, E.; Mkaouer, B.; Chamari, K. Physical and physiological profile of elite Karate athletes. Sports Medicine. Vol. 42. Num. 10. 2012. p. 829-843.

-Correia, W. R.; Franchini, E. Produção acadêmica em lutas, artes marciais e esportes de combate. Motriz. Revista de Educação Física. Vol. 16. Num. 1. 2010. p. 1-9.

-Coswig, V. S.; Neves, A. H. S.; Vecchio, F. B. Del. Respostas bioquímicas, hormonais e hematológicas a lutas de Jiu-Jitsu Brasileiro. Revista Brasileira de Ciências e Movimento. Vol. 21. Num. 2. 2013. p. 1930.

-Curby, D. G.; Jomand, G. The evolution of women’s wrestling: history, issues and future. International Journal of Wrestling Science. Vol. 5. Num. 1. 2015. p. 2-12.

-Degoutte, F. Energy demands during a judo match and recovery. British Journal of Sports Medicine. Vol. 37. Num. 3. 2003. p. 245-249.

-Fett, C. A.; Fett, W. C. R. Filosofia, ciência e a formação do profissional de artes marciais. Motriz. Vol. 15. Num. 1. 2009. p. 173-184.

-Franchini, E.; Del Vecchio. Ensino das Lutas: reflexões e propostas de programas. Ed. Scortecci. São Paulo. 2012. p. 9-27.

-Franchini, E.; Pereira, J. N. C.; Takito, M. Y. Frecuencia cardíaca y fuerza de asimiento manual durante la lucha de Jiu-Jitsu. Lecturas: Educación física y deportes. Vol. 9. Num. 65. 2003.

-Hernández-Garcia, R.; Torres-Luque, G.; Villaverde-Gutierrez, C. Physiological requirements of Judo combat. International SportMed Journal. Vol. 10. Num. 3. 2009. p. 145-151.

-Inbar, O.; Oren, A.; Scheinowitz, M.; Rotstein, A.; Dlin, R.; Casaburi, R. Normal cardiopulmonary responses during incremental exercise in 20 to 70-yr-old men. Medicine & Science in Sports & Exercise. Vol. 26. Num. 5. 1994. 538-546.

-Juzwiak, C. R.; Paschoal, V. C. P.; Lopez, F. A. Nutrição e atividade física. Jornal de Pediatria. Vol. 76. Num. 3. 2000. p. 349-358.

-Leandro, C.; Nascimento, E.; Manhães-de-Castro, R.; Duarte, J. A.; Castro, C. M. M. B. Exercício físico e sistema imunológico: mecanismos e integrações. Revista Portuguesa de Ciências Do Desporto. Vol. 2. Num. 5. 2002. p. 80-90.

-Lopes, A. P.; Lins, J. M. S.; Castro, H. O.; Pires, F. O.; Dias, J. C. Desidratação em atletas de artes marciais mistas durante o treino. Coleção Pesquisa em Educação Física. Vol. 15. Num. 3. 2016. p. 79-85.

-Madeira, S. P. Ritual de iniciação no Alto Xingu: a reclusão feminina Kamayurá. Revista de Ciências Humanas. Vol. 110. 2006. p. 403-421.

-Moreira, M.C.A; Vimieiro, G.A.C.; Silami-Garcia, E.; Rodrigues, L.O. Hidratação Durante o Exercício: A sede é Suficiente?. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 12. Num. 6. 2006. p. 405-409.

-Moreno, E. The Society of our “out of Africa” ancestors (I). The migrant warriors that colonized the world. Communicative & Integrative Biology. Vol. 4. Num. 2. 2011. p. 163-170.

-Monteiro, I. C. C. R.; Maranhão, T. A.; Santos, E. C. C. S.; Ferraz, A. S. M.; Andrade, F. A. Frecuencia cardíaca Efecto agudo de un entrenamiento de jiu-jitsu en la variación del peso corporal y de la composición corporal evaluada por bioimpedancia fuerza de asimiento manual durante la lucha de Jiu-Jitsu. Educación física y deportes. Vol. 10. Num. 139. 2009.

-Prado, É. J.; Lopes, M. C. A. Resposta aguda da frequência cardíaca e da pressão arterial em esportes de luta (Jiu-Jítsu). Revista Brasileira de Ciências Da Saúde. Vol. 7. Num. 22. 2009. p. 63-67.

-Salvador, A.; Suay, F.; González-Bono, E.; Serrano, M. A. Anticipatory cortisol, testosterone and psychological responses to Judo competition in young men. Psychoneuroendocrinology. Vol. 28. Num. 3. 2003. p. 364-375.

-Sapata, K. B.; Fayh, A. P. T.; Oliveira, A. R. Efeitos do consumo prévio de carboidratos sobre a resposta glicêmica e desempenho. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 12. num. 4. 2006. p. 189-194.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui