Número de lesões e variáveis associadas em atletas universitárias de Futsal e Futebol feminino

Marília Padilha Martins Tavares, Heloiana Karoliny Campos Faro, Luiz Fernando de Farias Junior, Pedro Moraes Dutra Agrícola, Luiz Inácio do Nascimento Neto, Samara Karla Anselmo da Silva, André Igor Fonteles, Daniel Gomes da Silva Machado

Resumo


Verificar o histórico de lesões e variáveis associadas em atletas universitárias de futsal e futebol feminino. A amostra foi composta por 46 atletas universitárias do sexo feminino (22,2 ± 3,19 anos; 59,45 ± 7,81 kg; 1,71 ± 0,24 m; 21,68 ± 8,08 kg/m², 63,3 ± 42,4 meses de prática) alocadas em três grupos de acordo com a modalidade praticada: futsal (n = 14), futebol (n = 14) e futsal e futebol (n = 18). As atletas foram submetidas a uma avaliação antropométrica, responderam um questionário a respeito do tempo de prática, modalidade, volume de treino por semana e a posição de jogo, e em seguida foram entrevistadas sobre o histórico de lesões. Houve um alto índice de lesão (97,8%). As atletas que praticavam futebol e futsal apresentaram maior número de lesões no tornozelo, muscular e totais (p=0,03) comparado as atletas que praticavam apenas uma das modalidades. Não houve diferença no número de lesões em função da posição de jogo (p>0,25). Adicionalmente, houve uma correlação positiva entre o número de lesões e a massa corporal (r=0,42; p=0,004), índice de massa corporal (r=0,75; p=0,001) e o tempo de prática da modalidade (r=0,54; p=0,001). Concluímos que há um alto índice de lesão em atletas do futebol e futsal feminino, particularmente para atletas que praticam as duas modalidades, independentemente da posição de jogo. Tais lesões são positivamente correlacionadas à massa corporal, índice de massa corporal e tempo de prática das modalidades.


Palavras-chave


Futebol; Futsal; Lesões esportivas; Mulheres

Texto completo:

PDF

Referências


-Andrade, R.; e colaboradores. Prevalence of articular cartilage lesions and surgical clinical outcomes in football (soccer) players’ knees: a systematic review. Arthroscopy - Journal of Arthroscopic and Related Surgery. Vol. 32. Núm. 7. p. 1466-1477. 2015.

-Bernardino, A. M. Lesões desportivas no futsal feminino universitário. Instituto Politécnico de Leiria. 2015.

-Brito, J.; Soares, J.; Rebelo, A. N. Prevenção de lesões do ligamento cruzado anterior em futebolistas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Núm. 1. p. 62-69. 2009.

-Emilio, M.; R, T. Á. Estudos dos fatores desencadeantes do entorse do tornozelo em jogadores de futebol e elaboração de um programa de fisioterapia preventiva. Revista de Pesquisa e Extensão em Saúde. Vol. 3. Núm. 1. p. 1-7. 2007.

-Ezzat, A. M.; e colaboradores. Association between Body Composition and Sport Injury in Canadian Adolescents. Physiotherapy Canada. Physiotherapie Canada. Vol. 68. Núm. 3. p. 275-281. 2016.

-Faude, O. Risk factors for injuries in elite female soccer players. British Journal of Sports Medicine. Vol. 40. Núm. 9. p. 785-790. 2006.

-FIFA. FIFA Big Count 2006: 270 million people active in football. FIFA Communications Division. Information Services. 2007.

-Fortington, L. V.; Donaldson, A.; Finch, C. F. Self-reported worst injuries in women’s Australian football identify lower limb injuries as a prevention priority. BMJ Open Sport & Exercise Medicine. Vol. 2. Núm. 1. p. e000112. 2016.

-Gayardo, A.; Matana, S. B.; Silva, M. R. Prevalência de lesões em atletas do futsal feminino brasileiro: um estudo retrospectivo. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 18. Núm. 3. p. 186-189. 2012.

-Hackney, A. C.; Koltun, K. J. The immune system and overtraining in athletes: clinical implications. Acta clinica Croatica. Vol. 51. Núm. 4. p. 633-641. 2012.

-Inklaar, H.; e colaboradores. Injuries in male soccer players: team risk analysis. International Journal of Sports Medicine. Vol. 17. Núm. 3. p. 229-234. 1996.

-Joseph, A.; e colaboradores. A multisport epidemiologic comparison of anterior cruciate ligament injuries in high school athletics. J Athl Train. Vol. 48. Núm. 6. p. 810-817. 2013.

-Junge, A.; e colaboradores. Prevention of soccer injuries: a prospective intervention study in youth amateur players. The American journal of sports medicine. Vol. 30. Núm. 5. p. 652-659. 2002.

-Kreider, R. B.; Fry, A. C.; O’toole, M. L. Overtraining in Sport. Champaign, IL, US: Human Kinetics. 1998.

-Leite, B. S.; Cavalcanti Neto, F. Incidências de lesões traumato-ortopédicas no futebol de campo feminino e sua relação com alterações posturais. revista digital. Buenos Aires. ano 9. p. 61. 2003.

-Magalhães, E.; e colaboradores. Treinamento neuromuscular na prevenção da lesão do ligamento cruzado anterior nas atletas do sexo feminino: revisão sistemática da literatura. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 3. Núm. 12. p. 33-41. 2007.

-Medina, D.; Lizarraga, A.; Drobnic, F. Injury prevention and nutrition in football. Sports Science Exchange. Vol. 27. Núm. 132. p. 1-5. 2014.

-Pangrazio, O.; Forriol, F. Epidemiología de las lesiones sufridas por los jugadores durante el XVI Campeonato Sudamericano Sub-17 de Fútbol. Revista Espanola de Cirugia Ortopedica y Traumatologia. Vol. 60. Núm. 3. p. 192-199. 2016a.

-Pangrazio, O.; Forriol, F. Epidemiology of soccer players traumatic injuries during the 2015 America Cup. Muscles, ligaments and tendons journal. Vol. 6. Núm. 1. p.124-30. 2016b.

-Quatman-Yates, C.; e colaboradores. A longitudinal evaluation of maturational effects on lower extremity strength in female adolescent athletes. Pediatr Phys Ther. Vol. 25. Núm. 3. p. 271-276. 2013.

-Quemelo, P. R. V.; e colaboradores. Prevalence of sport injuries during the 53th regional games in franca-SP, Brazil. Fisioter. pesqui. Vol. 19. Núm. 3. p. 256-260. 2012.

-Ribeiro, R. N.; e colaboradores. Prevalência de lesões no futebol em atletas jovens: estudo comparativo entre diferentes categorias. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 21. Núm. 3. p. 189-194. 2007.

-Ribeiro, R. N.; Costa, L. O. P. Análise epidemiológica de lesões no futebol de salão durante o XV Campeonato Brasileiro de Seleções Sub 20. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 12. Núm. 1. p. 2-6. 2006.

-Saragiotto, B. T.; Di Pierro, C.; Lopes, A. D. Risk factors and injury prevention in elite athletes: a descriptive study of the opinions of physical therapists, doctors and trainers. Brazilian journal of physical therapy. Vol. 18. Núm. 2. p. 137-143. 2014.

-Söderman, K.; e colaboradores. Injuries in adolescent female players in European football: a prospective study over one outdoor soccer season. Scandinavian journal of medicine & science in sports. Vol. 11. Núm. 5. p. 299-304. 2001.

-Stracciolini, A.; e colaboradores. Anterior cruciate ligament injuries in pediatric athletes presenting to sports medicine clinic: a comparison of males and females through growth and development. Sports Health. Vol. 7. Núm. 2. p. 130-136. 2015.

-Vanderlei, F.; e colaboradores. Análise de lesões desportivas em jovens praticantes de futsal. Colloquium Vittae. Vol. 2. Núm. 2. p. 39-43. 2010.

-Walden, M.; e colaboradores. Prevention of acute knee injuries in adolescent female football players: cluster randomised controlled trial. BMJ (Clinical research ed.). Vol. 344. Núm. p. e3042. 2012.

-Willems, T.; e colaboradores. Intrinsic risk factors for inversion ankle sprains in females - a prospective study. Scand J Med Sci Sports. Vol. 15. p. 336-345. 2005.

-Winsley, R.; Matos, N. Ovetraining and elite young athletes. Medicine and sport science. Vol. 56. p. 97-105. 2011.

-Zanuto, E.; Harada, H.; Filho, L. R. G. Análise epidemiológica de lesões e perfil físico de atletas do futebol amador na região do oeste paulista. Rev Bras Med Esp. Vol. 16. Núm. 2. p. 116-120. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui