Relato de caso: Benefícios da natação para uma pessoa com paralisia cerebral

  • Otávio Augusto Vichiatto Universidade Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações-MG, Brasil.
  • Wagner Vinhas Universidade Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações-MG, Brasil. Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Varginha-MG, Brasil
Palavras-chave: Natação, Benefícios, Paralisia Cerebral

Resumo

A natação é considerada um dos esportes mais completos e que pode proporcionar inúmeros benefícios à saúde, tanto para indivíduos em geral, como para pessoas com deficiência física, como, desenvolvimento da sensibilidade, percepção corporal, permitindo a pessoa se conhecer, tendo noção do seu próprio corpo, seus limites e suas possibilidades. A prática de exercícios físicos para pessoas com deficiência física pode representar uma melhora na interação social, melhora da autoestima fazendo com o que ele se supere. Com o aumento na procura de pessoas com deficiência física para realização da natação, voltadas para melhoria da saúde e qualidade de vida, este estudo foi aplicado para descrever os benefícios da natação para um aluno com Paralisia Cerebral. Esta pesquisa foi desenvolvida através de um estudo de caso e teve caráter qualitativo e exploratório. A amostra foi composta de um aluno voluntário de 32 anos, que possui Paralisia Cerebral Espástica que pratica natação duas vezes por semana na cidade de Três Corações. Foi realizado pelo pesquisador uma entrevista e um questionário com 12 perguntas abertas e fechadas para o voluntário e para sua mãe, a fim de saber a opinião sobre os benefícios da natação. Com o objetivo de manter a fidedignidade das respostas, o voluntário e sua mãe responderam sem a interferência de terceiros. Conclui-se que, baseado nos relatos dos voluntários, com a prática da natação, houve uma melhora na autoestima, na independência dele, na socialização e no aspecto motor, e, portanto, pode-se afirmar que a natação é benéfica e é indicada para pessoas com Paralisia Cerebral.

Biografia do Autor

Wagner Vinhas, Universidade Vale do Rio Verde (UNINCOR), Três Corações-MG, Brasil. Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Varginha-MG, Brasil

Docente Universitário de Educação Fisica.

Mestrado em Educação

Pós em fisiologia - UNIFESP

Pós em voleibol - Faficla

Pós em Preparação física -Castelo Branco

Pós em EaD - Ensino à Distância - UNIS

Referências

-Almeida, M.A.B.; Gutierrez, G.L.; Marques, R. Qualidade de vida: Definição, Conceitos e Interfaces com Outras Áreas de Pesquisa. Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH/USP. São Paulo. 2012. Disponível em: http://each.uspnet.usp.br/edicoes-each/qualidade_vida.pdf. Acesso em: 25/05/2018.

-Dimitrijevic, L.; e colaboradores. The Effect of Aquatic Intervention on the Gross Motor Function and Aquatic Skills in Children with Cerebral Palsy. Journal of Human Kinetics. Vol. 32. 2012.

-Greguol, M. Natação Adaptada: Em busca do movimento com autonomia. São Paulo. Manole. 2010. p. 2-73.

-Kerbej, F.C. Natação: algo mais que 4 nados. São Paulo. Manole. 2002. p. 86-100.

-Leite, J.M.R.S.; Prado, G.F. Paralisia Cerebral: Aspectos Fisioterapêuticos e Clínicos. Revista USP. 2004. p.3. Disponível em: http://atividadeparaeducacaoespecial.com

-Ministério da Saúde. Diretrizes de Atenção à Pessoa com Paralisia Cerebral. Brasília. 2014. p.11. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br. Acesso em 24/05/2018.

-Rossi, P.; Munster, M.A.V. Natação e Crianças com Deficiência Física: Uma Avaliação do Autoconceito. Revista da Sociedade Brasileira de Atividade Motora Adaptada. Vol. 13. Núm. 2. p. 38-48. 2012.

-Santos, D. S.; e colaboradores. Atividade motora para pessoas com Acidente Vascular Encefálico (AVE) do Programa de Atividade Motora para Deficientes (PROAMDE). Revista da Sociedade Brasileira de Atividade Motora Adaptada. Vol. 13. Núm. 2. p. 46. 2012.

-Silva, M.C.R.; e colaboradores. Efeitos da natação sobre a independência funcional de pacientes com lesão medular. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Núm. 4. 2005.

-Skinner, A.T.; Thomson, A.M. Duffield - Exercícios na água. São Paulo. Manole. 1985. 210 p.

-Tsutsumi, O.; e colaboradores. Os Benefícios da Natação Adaptada em Indivíduos com Lesões Neurológicas. Revista Neurociências. Vol. 12. Núm. 2. 2004.

Publicado
2020-07-25
Como Citar
Vichiatto, O. A., & Vinhas, W. (2020). Relato de caso: Benefícios da natação para uma pessoa com paralisia cerebral. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 13(88), 1348-1353. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/1864
Seção
Artigos Científicos - Original