Efeito agudo dos exercícios ativos de alongamento na agilidade e força em crianças de 10 a 14 anos um estudo randomizado

  • José Nunes da Silva Filho FUndação Gammon de Ensino (FUNGE): Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).
  • José Roberto de Maio de Godoi Filho Department of Physical Education, University Federal of Rondônia (UFRO), Rondônia, Brazil
  • Edson Santos Farias Department of Physical Education, University Federal of Rondônia (UFRO), Rondônia, Brazil
  • Daniel Delani Department of Physical Education, University Federal of Rondônia (UFRO), Rondônia, Brazil
  • Matheus M. Pacheco Center for Human Movement Sciences, University of Groningen, Netherlands

Resumo

A literatura atual ainda debate sobre quais tipos de configurações de exercícios de alongamento podem promover efeitos prejudiciais sobre outras capacidades físicas. Como o futebol de salão requer uma mistura de capacidades físicas, estudamos a influência do alongamento estático em jogadores de futsal. Este manuscrito abordou os efeitos agudos dos exercícios de alongamento estático (EAE) sobre a força muscular e a agilidade de crianças de 10 a 14 anos praticantes de futsal. Este estudo é um ensaio clínico randomizado controlado. Quarenta e seis crianças, participantes de um programa de treinamento de futsal, realizaram pré e pós-testes de salto horizontal - medindo a força muscular - e o teste de corrida - medindo agilidade - separados por nenhum exercício (grupo controle, GC) ou grupo experimental (GE). Os resultados apontaram um efeito negativo no salto horizontal, mas não no teste de corrida - que mostrou uma leve melhora. Considerando o efeito do Teste Sutle Run como um efeito de familiarização, observamos os efeitos do alongamento na força muscular, mas não na agilidade. Como nossa amostra é composta por indivíduos treinados - e seguindo resultados semelhantes na literatura - discutimos esses resultados em termos de mecanismos comportamentais que evitam os efeitos prejudiciais do exercício de alongamento estático provindo do treinamento. O exercício de alongamento muscular é prejudicial a força muscular, mas não à agilidade em jovens treinados de futebol de salão. Esses resultados foram interpretados em termos de mecanismos potenciais que o treinamento proporciona aos indivíduos. Ou seja, estratégias comportamentais compensatórias para manter o desempenho.

Biografia do Autor

José Nunes da Silva Filho, FUndação Gammon de Ensino (FUNGE): Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Mestre em Educação Física (Ciências do Exercício e do Esporte - UERJ); Pós Graduado em Fisiologia do Exercício - Prescrição do Exercício (UGF/SP - 2013); Pós Graduado em Psicopedagogia Clínico-Institucional (ESAB/ES - 2011); Graduado em Educação Física(ESEFAP/Tupã-SP - 2009). Experiência profissional em Treinamento Resistido na Saúde e na Doença.

José Roberto de Maio de Godoi Filho, Department of Physical Education, University Federal of Rondônia (UFRO), Rondônia, Brazil
Professor adjunto da Universidade Federal de Rondônia. Departamento de Educação Física.
Edson Santos Farias, Department of Physical Education, University Federal of Rondônia (UFRO), Rondônia, Brazil

Professor adjunto da Universidade Federal de Rondônia. Departamento de Educação Física.

Daniel Delani, Department of Physical Education, University Federal of Rondônia (UFRO), Rondônia, Brazil
Professor adjunto da Universidade Federal de Rondônia. Departamento de Educação Física.
Matheus M. Pacheco, Center for Human Movement Sciences, University of Groningen, Netherlands
Center for Human Movement Sciences, University of Groningen – Netherlands
Publicado
2020-05-03
Como Citar
Silva Filho, J. N. da, Godoi Filho, J. R. de M. de, Farias, E. S., Delani, D., & Pacheco, M. M. (2020). Efeito agudo dos exercícios ativos de alongamento na agilidade e força em crianças de 10 a 14 anos um estudo randomizado. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 13(86), 1068-1075. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/1867
Seção
Artigos Científicos - Original