Efeitos hidrostáticos da imersão sobre a pressão intraocular de nadadores

  • Rodrigo Gustavo Lopes Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil.
  • Marcelo Conte Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil. Escola Superior de Educação Física de Jundiaí, Jundiaí-SP, Brasil.
  • Rudolf Eberhart Lenk Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil.
  • Marinho Jorge Scarpi Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil.

Resumo

Objetivo: Verificar a influência da pressão hidrostática (PH) na pressão intraocular (PIO) de nadadores. Método: Estudo experimental descritivo, onde a temperatura da piscina foi mantida em 32°C. Todos os 33 voluntários, 18 mulheres e 15 homens, idades entre 18 a 36 anos, tiveram a PIO mensurada pelo mesmo oftalmologista usando o tonômetro de Perkins®, em 4 momentos: i) Após 15 minutos sentado fora da água da piscina; ii) 15 minutos após entrarem na piscina com água no nível dos joelhos; iii) 15 minutos após estarem com água na altura do quadril; iv) 15 minutos após estarem com água no nível da linha dos ombros. Resultado: Não encontramos diferença estática (Análise ANOVA) entre os grupos analisados. Conclusão: Não houve alterações significativas da PIO durante a imersão de nadadores em diferentes alturas do nível da água, em piscina com a temperatura da água mantida a 32°C.

Biografia do Autor

Rodrigo Gustavo Lopes, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil.
Educação Física - Treinamento Resistido - Ciências Visuais - Oftalmologia Esportiva
Marcelo Conte, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil. Escola Superior de Educação Física de Jundiaí, Jundiaí-SP, Brasil.
Educação Física - Treinamento Resistido - Ciências Visuais - Oftalmologia Esportiva
Rudolf Eberhart Lenk, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil.
Educação Física - Treinamento Resistido - Ciências Visuais - Oftalmologia Esportiva
Marinho Jorge Scarpi, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo-SP, Brasil.
Medicina - Oftalmologia - Ciências Visuais - Oftalmologia Esportiva
Publicado
2020-05-03
Como Citar
Lopes, R. G., Conte, M., Lenk, R. E., & Scarpi, M. J. (2020). Efeitos hidrostáticos da imersão sobre a pressão intraocular de nadadores. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 13(86), 1084-1098. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/1869
Seção
Artigos Científicos - Original