Correlação entre a aptidão física, idade biológica e variáveis bioquímicas em adolescentes

  • Jadson Marcio Silva Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Jacarezinho-PR, Brasil.
  • Antonio Stabelini Neto Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Jacarezinho-PR, Brasil.
  • Gessika Castilho Santos Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Jacarezinho-PR, Brasil.
  • Filipe Rodrigues Mendonça Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Jacarezinho-PR, Brasil.
  • Claudinei Ferreira Santos Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Jacarezinho-PR, Brasil.

Resumo

Introdução: A aptidão física relacionada a saúde tem como componentes: aptidão cardiorrespiratória, força muscular e composição corporal,  as quais estão associadas a prevenção de doenças cardiovasculares. Objetivo: Verificar a associação entre à força muscular, idade biológica, composição corporal e aptidão cardiorrespiratória com o nível lipídico e glicose sanguínea de adolescentes. Métodos: A amostra foi composta por 60 adolescentes com idade entre 12 a 16 anos. A aptidão cardiorrespiratória foi avaliado pelo teste progressivo de Léger, e a força muscular foi avaliada por dinamômetro isocinético, na velocidade de 60° por segundo, nos movimentos de flexão e extensão de joelho. A composição corporal foi avaliada por dobras cutâneas triciptal e subescapular, bem como pela aferição do peso corporal, estatura para estimar o índice de massa corporal (IMC). A maturação esquelética foi realizada por meio de raio-x da mão e punho (médoto de Greulich e Pyle) e as variáveis bioquímicas analisadas foram a glicemia em jejum e o perfil lipídico. Resultados: Uma correlação significativa inversa (r=-0,50) entre o índice de massa corporal e o colesterol HDL (HDL-C). Houve uma correlação significativa entre IMC e Colesterol Total (CT)  (r= 0,38)  e entre IMC e colesterol LDL (r = 0,36). Correlação moderada (r= 0,51 e 0,43) entre Pico de Torque e CT e LDL-C, respectivamente. Conclusão: Os resultados do presente estudo mostraram uma associação inversa entre IMC e lipoproteína de alta densidade (HDL) e uma correlação moderada entre aptidão muscular e variáveis bioquímicas.

Publicado
2020-05-03
Como Citar
Silva, J. M., Neto, A. S., Santos, G. C., Mendonça, F. R., & Santos, C. F. (2020). Correlação entre a aptidão física, idade biológica e variáveis bioquímicas em adolescentes. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 13(86), 1124-1130. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/1879
Seção
Artigos Científicos - Original