Fatores de risco para lesões em corredores de rua amadores do estado de São Paulo

Daniela Fernandes, Thiago Fernando Lourenço, Elaine Cristina Simões

Resumo


A prática de corrida de média e longa distância tem crescido em todo o mundo. Apesar de todos os efeitos benéficos de sua prática, tem-se observado uma elevada incidência de lesões. Tais lesões podem ser causadas por diversos fatores classificados como extrínsecos e intrínsecos. No Brasil ainda são escassos os estudos sobre a prevalência de lesões em corredores de rua e, principalmente associando-as com os fatores causadores de lesão.  Dessa forma, o objetivo deste estudo foi verificar incidência de lesões em corredores participantes do circuito de corridas de rua do estado de São Paulo, bem como verificar o grau de associação da prevalência de lesões com fatores intrínsecos e extrínsecos. Os dados foram coletados durante o processo de registro dos atletas na Maratona internacional de São Paulo e Meia maratona de Campinas, através da aplicação de questionário (IMR) aos atletas. Os resultados apontaram uma incidência de lesão de 21,5 % e estas estiveram significativamente correlacionadas com o volume e frequência de treino. Não foi encontrada associação significativa nas outras variáveis analisadas. Dessa maneira, nossos dados indicam que controlar o volume e a frequência de treino é uma medida importante para prevenir a ocorrência dessas lesões nessa modalidade.

 

ABSTRACT

Risk factors for injuries in amatuer steet runners in Sao Paulo

The practice of middle and long distance running has been increasing worldwide. Despite all the benefits of the practice, the literature has also observed a high incidence of injuries. Such injuries can be caused by several factors classified as intrinsic and extrinsic. In Brazil there are few studies on the prevalence of injuries in runners and mainly associating them with the causing factors. Therefore, the aim of this study was to determine the incidence of injuries in runners participating in street running circuit in the  São Paulo, as well as identify the degree of association of the prevalence of lesions with intrinsic and extrinsic factors. Data were collected during the registration process for athletes in the São Paulo International Marathon and Campinas Half Marathon through a questionnaire (IMR). The results showed an injury incidence of 21.5% and it’s significantly correlation with the training volume and frequency. No significant association was found in the other variables. Thus, our data indicate that controlling the volume and frequency of training is an important measure to prevent the occurrence of these lesions in this modality.


Palavras-chave


Lesões; Corredores de rua; Treinamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui