Monitoramento da carga de treino através de escalas de escalas de percepção subjetiva de Borg, Foster e Dor

Adriana Boldrini dos Santos, Wallace de Assis Cruz, Roger Pinho Willian dos Santos Pinho, Fernanda Schmidt Schmidt, Tiago Braz Volpi Braz, Charles Ricardo Lopes

Resumo


O objetivo do presente estudo centrou-se no monitoramento da carga de treino através de escalas de percepção subjetiva durante programa de atividade física voltada à saúde. Materiais e métodos: A seleção dos indivíduos da amostra foi do tipo não-probalística, por conveniência, realizada entre os participantes do programa orientado de atividade física da Secretaria de Saúde - Americana/SP. Participaram 38 sujeitos (48 ± 12,2 anos, 73,1 ± 11,4 kg, 1,74 ± 0,13m; VO2máx  22,62 ± 6,74 ml.kg.min-1), sendo 32 mulheres e 6 homens, submetidos a 6 sessões de treinamento realizadas em 2 sequentes microciclos de treinamento, sendo nas sessões 1 (S1), 3 (S3), 4 (S4) e 6 (S6) foram realizados 30 minutos de exercícios de corridas ou caminhadas e 15 minutos de exercícios de resistência de força. Em S2 e S5 foram realizados 30 minutos de exercícios de resistência de força e na sequência, foram aplicados 30 minutos de flexibilidade pelo método estático e dinâmico.  As variáveis estudadas foram analisadas e seus resultados foram expressos em média e desvio padrão, as quais apresentaram uma relação direta com a intensidade dos exercícios realizados.  Os valores da PSDmmii foram maiores quando comparados a outros segmentos corporais. Em Borg, as respostas tiveram uma grande relação com a PSD. Houve cansaço acumulado em Borg, devido ao acúmulo das sessões, sendo que S6 obteve a maior resposta. Para MAG, as sessões de maiores valores foram S4 e S6 ambos com predomínio metabólico. As Percepções subjetivas mostraram-se, portanto eficientes para o monitoramento da carga de treino.

 

ABSTRACT

Monitoring of training load through borg, forter and pain subject perception scales

The aim of the present study focused on the monitoring of training load through subject perception scales, during physical activity program, aimed to health. Materials and methods: The selection of individuals in the sample was the type non-probabilistic, by convenience, performed among the participants of a guided program of physical activity form Health Department of Americana / SP. Thus, 38 subjects participated (48 ± 12.2, 73.1 ± 11.4 kg, 1.74 ± 0.13 m; VO2max 22.62 ± 6.74 ml.kg.min-1), being 32 women and 6 men, submitted to 6 training sessions performed in 2 sequential micro cycles training, being in sessions 1 (S1), 3 (S3) 4 (S4) and 6 (S6) were executed 30 minutes of running exercises or walking ones and 15 minutes of resistance exercise force. In S2 and S5 30 minutes of exercise endurance and strength were performed following 30 minutes of flexibility by dynamic and static method. The variables studied were analyzed and their results were expressed in average and standard deviation, which presented a direct relation with the intensity of the exercises executed. The values of PSDmmii were higher when compared to other corporal segments. The same way in Borg, the answers had a great relation with PSD. There was accumulated tiredness in Borg, due to the accumulation of the sessions, whereas S6 obtained the highest response. For MAG, the sessions of higher values were S4 and S6, both with metabolic predominance. Subjective Perceptions appeared, therefore, efficient for monitoring of raining load.

 


Palavras-chave


Percepção subjetiva; Atividade física; Carga de treino

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui