Verificação de um biomarcador de estresse oxidativo em atletas de natação em período específico de treinamento físico

Dayanne Sarah Lima, Fabrício Azevedo Voltarelli, Kátia Simone Kietzer

Resumo


Os efeitos benéficos dos exercícios físicos são amplamente estudados e conhecidos, no entanto os mesmos podem ser perdidos caso a prescrição seja incorreta, podendo gerar prejuízos à saúde do indivíduo. O presente estudo verificou um biomarcador de peroxidação lipídica em atletas de natação em dois momentos (específicos inicial [I] e final [F] após quatro semanas ininterruptas de treinamento físico). Participaram do estudo sete nadadores do gênero masculino (15 ± 2 anos) com dois anos de prática. Amostras de sangue (5ml) foram coletadas para a determinação dos níveis das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) como biomarcador de estresse oxidativo. Os valores médios de TBARS (ng/ml) foram maiores no momento F (54,3 ± 13.3) se comparado (p<0,05) ao momento I (48,7 ± 11.7). O aumento da intensidade bem como a redução de volume de treinamento do momento I para o momento F provocou aumento nos níveis de TBARS, denotando possível aumento da produção de radicais livres e a clara influência do controle de carga de treinamento sobre os mecanismos de estresse oxidativo de atletas de natação e sua influência sobre a performance desses atletas. Tal fato pôde ser comprovado pelos valores mais elevados de frequência cardíaca de repouso e do tempo percorrido no teste de 200m no momento F. Sugerimos que TBARs pode ser utilizado como variável de controle no que se refere à elaboração de programas individuais de treinamento físico na natação, buscando-se evitar, entre outras coisas, a instalação do quadro de overtraining nesses atletas.

 

ABSTRACT

Verification of an oxidative stress biomarker in swimmers during specific physical training period

The beneficial effects from the exercise are widely studied and known, however they may be lost if the prescription is incorrect, and may cause damage to the health of the individual. The present study verified a biomarker of lipid peroxidation in swimmers in two moments (specific initial [I] and specific final [F] after four weeks of uninterrupted physical training). The study included seven male swimmers (15 ± 2 years) with two years of practice. Blood samples (5ml) were collected to determine the levels of thiobarbituric acid reactive substances (TBARS) as a biomarker of oxidative stress. The mean values of TBARS (ng / ml) were higher (p <0.05) in F (54.3 ± 13.3) if compared to I (48.7 ± 11.7). The increased intensity as well as volume reduction of physical training from I moment to F moment increased the TBARS levels, denoting, possibly, higher free radical values and the influence of the training program on both oxidative stress mechanisms and performance of swimmers.  This fact was proven by higher values of resting heart rate and elapsed time in the 200m test in F. We suggest that TBARS can be used as a control variable in relation to the preparation of individual programs of physical training in swimming in order to avoid, among other things, the overtraining syndrome.


Palavras-chave


Treinamento Esportivo; Natação de Alto Desempenho; Estresse Oxidativo; Overtraining

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui