Estudo comparativo do número de repetições máximas e da percepção subjetiva de esforço

  • Augusto Pedretti Faculdade de Educação Física e Desportos (FAEFID) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Luana Luana Fraga da Silva Leite Faculdade de Educação Física e Desportos (FAEFID) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Jeferson Macedo Vianna Faculdade de Educação Física e Desportos (FAEFID) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Palavras-chave: Exercício Resistido, Plataforma Estável, Plataforma Instável

Resumo

Acredita-se que o exercício resistido (ER) em plataformas instáveis pode resultar em uma maior demanda para o sistema neuromuscular, aumentando a ativação dos músculos estabilizadores do tronco, o que representa um estresse adicional aos músculos esqueléticos quando comparado com a superfície da plataforma estável. O objetivo deste estudo foi o de comparar a percepção subjetiva de esforço (PSE), através da escala OMNI-RES e o número de repetições máximas (RM), realizada a 80% de 1RM no exercício supino reto entre as superfícies instável e estável. A amostra foi composta por 10 mulheres treinadas (idade 22,5 ± 3,30). O teste de 1RM foi aplicado para a previsão de ações voluntárias máximas musculares (AVMM), descritos por Kraemer, Ratamess (2004). O supino reto no banco a 80% de 1RM até a falha muscular concêntrica, sem alterar o padrão de movimento, foi realizado 48h após a previsão das AVMM e o supino reto na plataforma instável (bola suíça) 48h após a plataforma estável. Para comparação da percepção subjetiva de esforço (OMNI-RES) e o número de repetições máximas em relação ao teste na plataforma estável e instável, foi aplicado o ‘t-test de Student’ para amostras pareadas. Em todos os casos foi adotado um nível de significância de 0.05. A análise estatística foi realizada pelo software de processamento e análise estatística "Statistical Package for Social Sciences" (SPSS Science, Chicago, EUA), versão 17.0.

 

ABSTRACT

Comparative study of maximum number of reps and perception subjective effort

It is believed that resistance exercise on unstable platforms may result in a greater demand for the neuromuscular system, increasing the activation of the stabilizing muscles of the trunk, which represents an additional stress to the skeletal muscles compared with the surface of stable platform. The aim of this study was to compare the perceived exertion by OMNI-RES scale and the number of repetitions performed at 80% of 1RM in the bench press exercise between stable and unstable surfaces. The sample consisted of 10 trained women (age 22.5 ± 3.30). The 1RM test was applied for predicting maximal voluntary muscle actions (MVMA), described by Kraemer, Ratamess (2004). The bench press at the bank at 80% of 1RM until concentric muscular failure, without changing the movement pattern was performed 48h after the forecast of MVMA the bench press and the platform unstable (swiss ball) 48h after stable platform. For comparison of perceived exertion (OMNI-RES) and the number of repetitions regarding testing in stable and unstable platform, the 'Student t-test' was applied for paired samples. In all cases we adopted a significance level of 0.05. Statistical analysis was performed by processing and statistical analysis software "Statistical Package for the Social Sciences" (SPSS Science,Chicago,USA), version 17.0.

Biografia do Autor

Augusto Pedretti, Faculdade de Educação Física e Desportos (FAEFID) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Brasil (2011)
Consultor Esportivo da Pedretti Consultoria Esportiva , Brasil
Publicado
2015-08-26
Como Citar
Pedretti, A., Leite, L. L. F. da S., & Vianna, J. M. (2015). Estudo comparativo do número de repetições máximas e da percepção subjetiva de esforço. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 9(52), 181-188. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/760
Seção
Artigos Científicos - Original