A frequência semanal no treinamento de natação tem influência na resposta da fadiga muscular e na força de contração?

Ricardo Cesar Alves Ferreira, Wendel S. Fernandes, Wellington Ribeiro

Resumo


Introdução: A atividade física para fins competitivos ou simplesmente na busca pela saúde, evitando os riscos que o sedentarismo pode causar este diretamente relacionado com a metodologia e controle do treinamento em questão. O conhecimento e a elucidações sobre o efeito do treinamento esportivo em diferentes números de sessões durante a semana torna-se importante para o treinador. Objetivos: Avaliar a capacidade de contração muscular e índice de fadiga. Materiais e métodos: Dezoito camundongos swiss foram divididos em 3 grupos, o primeiro se manteve sedentário e outros dois submetidos ao treinamento de natação com volumes diferentes. O método para avaliação desses parâmetros foi a intensidade de contração e queda percentual do pico Maximo de contração mensurados através da eletroestimulação direta no nervo ciático dos animais e acoplado a um eletrofisiógrafo que registrou as contrações musculares. Resultados: Nesses dois parâmetros pode-se observar uma diferença mesmo que não significativa entre os grupos. Discussão: De acordo com os resultados obtidos infere-se que indivíduos que se exercitam mesmo que apenas três vezes podem apresentar resultados importantes tanto quanto aqueles que se exercitam 5 vezes por semana em comparação ao grupo sedentário. Resposta que pode ser atribuída ao remodelamento metabólico e morfológico na musculatura esquelética, induzido pelo protocolo de treinamento aplicado. Conclusão: A atividade física pode promover adaptações fisiológicas favoráveis para a melhora da condição muscular e aumento do limiar de fadiga. Resultados que motivam profissionais da saúde no estímulo a população de maneira geral a pratica da atividade física.

 

ABSTRACT 

The weekly frequency in swimming training influences the response of muscle fatigue and contraction force?

The Success of sports training, for competitive purposes or simply Wellness, while avoiding the risks that can cause a sedentary lifestyle, is directly related to the methodology and control of the training in question. Knowledge and elucidations on the effect of sports training on different numbers of sessions during the week it is important for the coaches. In this study 18 mices were divided into three groups where the first remained sedentary and two other groups were subjected to swimming training for 30 minutes and in one of these groups the weekly training volume was three times and the other group swam five times per week, the objective was to evaluate the ability of muscle contraction and fatigue index. The method for evaluation of these parameters was the intensity of contraction and peak Maximum percentage decrease of contraction measured by direct electrical stimulation of the sciatic nerve of animals and coupled to a electrophysiographer which recorded muscular contractions obtained , the results obtained in these two parameters can be observe a significant difference even without the active groups for sedentary suggesting that individuals who exercise even just three times can present significant results as those q exercise five times a week compared to the sedentary group.


Palavras-chave


Nataçao; Fadiga muscular; Força de contração

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui