Treinamento Intervalado de Alta Intensidade: quebrando paradigmas na reabilitação cardiovascular

  • Morgana Ricardo Dalpiaz Centro Universitário Metodista - IPA PPG Mestrado em Reabilitação e Inclusão
  • Gilson Pires Dorneles Centro Universitário Metodista - IPA PPG Mestrado em Biociências Reabilitação
  • Mariana Pinkoski Souza Centro Universitário Metodista - IPA PPG Mestrado em Reabilitação e Inclusão
  • Alessandra Peres Centro Universitário Metodista - IPA Universidade Federal da Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Mariane Borba Monteiro Centro Universitário Metodista - IPA Universidade Federal da Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Maristela Padilha Souza Centro Universitário Metodista - IPA
Palavras-chave: Reabilitação, Treinamento físico, Doença cardíaca

Resumo

Objetivo: abordar as respostas agudas do treinamento intervalado de alta intensidade, bem como as adaptações crônicas geradas pelo mesmo em programas de reabilitação cardíaca e discutir as suas aplicações práticas quando comparado a programas tradicionais de reabilitação cardíaca. Métodos: A busca foi conduzida na base de dados Medline/Pubmed, onde foram revisados somente ensaios clínicos para os efeitos agudos e ensaios clínicos randomizados para as adaptações crônicas, e que atenderam os critérios de inclusão e exclusão previamente estabelecidos. Resultados: Ao total, foram analisados 19 estudos originais, sendo oito estudos sobre respostas agudas e 11 artigos sobre adaptações crônicas. Estudos com respostas agudas ao treinamento intervalado de alta intensidade apresentaram nível de segurança e respostas metabólicas semelhantes ao treinamento moderado contínuo. Quanto à resposta crônica, os estudos apresentaram uma grande efetividade do treinamento intervalado na reabilitação cardíaca de diversas doenças, proporcionando tanto efeitos benéficos na capacidade funcional, como em funções fisiológicas e na qualidade de vida. Conclusão: O treinamento intervalado de alta intensidade apresenta-se como uma alternativa segura e benéfica, podendo gerar maiores adaptações cardiopulmonares em protocolos com menor tempo de duração por sessão, devendo ser considerado a sua inserção em programas de reabilitação cardíaca.

 

ABSTRACT 

High Intensity Interval Training:  breaking paradigms in cardiovascular rehabilitation

Purpose: address the acute responses of high intensity interval training, as well as chronic adaptations generated by even in cardiac rehabilitation programs and discuss their practical applications when compared to traditional cardiac rehabilitation programs. Methods: The search was conducted in Medline/Pubmed, where clinical trials were reviewed only for the acute response and randomized clinical trials for chronic adaptations, and who met the inclusion and exclusion criteria previously established Results: In total, 19 original studies were analyzed, eight studies on acute responses and chronic adaptations over 11 articles. Studies on acute responses to high-intensity interval training showed security level and metabolic responses similar to continuous moderate training. Studies on acute responses to high-intensity interval training showed security level and metabolic responses similar to continuous moderate training. Regarding the chronic response, the studies showed a high effectiveness of interval training in cardiac rehabilitation of various diseases, providing both beneficial effects on functional capacity, as in physiological functions and quality of life. Conclusion: The high-intensity interval training appears as safer alternative and beneficial, and can generate higher cardiopulmonary adaptations in protocols with shorter duration per session, should be considered their inclusion in cardiac rehabilitation programs.

Biografia do Autor

Maristela Padilha Souza, Centro Universitário Metodista - IPA

Laboratório de Fisiologia do exercício

Centro de Pesquisa

Centro Universitário Metodista - IPA

Publicado
2016-05-09
Como Citar
Dalpiaz, M. R., Dorneles, G. P., Souza, M. P., Peres, A., Monteiro, M. B., & Souza, M. P. (2016). Treinamento Intervalado de Alta Intensidade: quebrando paradigmas na reabilitação cardiovascular. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 10(57), 16-28. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/813
Seção
Artigos Científicos - Original