Resposta Aguda da Frequência Cardíaca e da PSE em uma sessão de treinamento de Wushu Taolu Tradicional

Leandro Mendes Soncin

Resumo


Objetivo: Assim, o presente estudo teve por objetivo medir a resposta aguda da FC e da PSE em uma aula de Wushu taolu tradicional, estilo Choy Lay Fut e verificar se esta modalidade atende as recomendações do ASCM para trabalhos cardiorrespiratórios. Materiais e métodos: A amostra foi composta por 5 praticantes (22,8 ± 4,92 anos; 72,43 ± 7,08 Kg; 1,71 ± 0,08 m; 18,8 ± 4,82 % gordura; 71 ± 3,74 FCrep; 197 ± 4, 83 FCMax)e com pelo menos 2 anos de treinamento nesta modalidade. Para mensuração da FC foi utilizado um frequencímetro da marca Polar e modelo FT7. Para a obtenção da PSE foi utilizado a escala de borg CR-10, 30 minutos após a sessão de treinamento (ST). A ST teve duração de 60 minutos. Resultados: A FCSTMed atingiu 145 ± 8,80 bpm; 73,85 ± 5,78 %FCMax. A média da FCSTMax atingiu 185 ± 4,12 bpm; 92,91 ± 2,17 % FCMax.Durante os intervalos a média da FCSTint ficou em 122,20 ± 13,07 bpm; 64,58 ± 10,04 % FCMax. E a média da PSE pela escala CR-10 foi de 5,5 ± 0,79 considerada “difícil”. Discussão: Os resultados apresentaram que os dados sugerem um trabalho cardiorrespiratório dentro das recomendações do ACSM, vistos que modalidades de artes marciais, como o karatê, taekwondo, boxe e um estudo de Wushu apresentaram resultados semelhantes. Todavia, os estudos discutidos foram realizados com objetivos competitivos, diferente do estudo presente em que o aprimoramento técnico foi o foco. Assim a FC atingiu os parâmetros recomendados pela ACSM. Conclusão: Portanto, os resultados deste estudo, sugerem que esta modalidade pode ser um método eficiente para o trabalho cardiorrespiratório.

 

ABSTRACT

Answer acute heart rate and pse in a session wushu taolu traditional training

Objective: The present study aimed to measure the acute response of HR and PSE in one Wushu class taolu traditional style Choy Lay Fut and verify that this method meets the ASCM recommendations for cardiorespiratory work. Materials and methods: The sample consisted of 5 practitioners (22.8 ± 4.92 years; 72.43 ± 7.08 kg; 1.71 ± 0.08 m; 18.8 ± 4.82 % fat, 71 ± 3.74 HRres; 197 ± 4.83 HRMax) and with at least 2 years of training in this mode. For measuring HR was used a frequency of the brand and model Polar FT7. To obtain the PSE was used the Borg scale CR- 10, 30 minutes after the training session (ST). ST lasted 60 minutes. Results HRSTMed reached 145 ± 8.80 bpm; 73.85 ± 5.78 % maximum heart rate. The average HRSTMax reached 185 ± 4.12 bpm ; 92.91 ± 2.17 % HRMax.Durante breaks the average HRSTint stood at 122.20 ± 13.07 bpm; 64.58 ± 10.04 % HRmax. And the average PSE for the CR- 10 scale was 5.5 ± 0.79 considered "difficult". Discussion: The results showed that the data suggest cardiorespiratory work within the ACSM recommendations, visas martial arts forms such as karate, taekwondo, boxing and wushu study showed similar results. However, the discussed studies were carried out for competitive purposes, different from the present study in which the technical improvement was the focus. Thus the HR reached the parameters recommended by the ACSM. Conclusion: Therefore, our results suggest that this method may be an effective method for cardiorespiratory work.


Palavras-chave


Frequência Cardíaca; Percepção subjetiva de esforço; Wushu; Artes Marciais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui