Efeito do destreino nos parâmetros de desempenho aeróbio e anaeróbio em atletas de atletismo

Marcos Vinícius Oliveira Carneiro, José Fernando Vila Nova de Moraes, Everaldo de Araújo Barbosa Filho, Conrado Guerra de Sá, Marciano Pereira Barros, Natanael Pereira Barros, Ferdinando Oliveira Carvalho

Resumo


O desempenho aeróbio e anaeróbio dos atletas é uma das questões que tem influência direta nos resultados das mais diversas provas de atletismo. Contudo o período de destreinamento alcançado pelo atleta pode representar uma queda no desempenho do atleta. O objetivo do presente estudo foi verificar e comparar o desempenho aeróbio e anaeróbio de atletas da modalidade de atletismo após um período de 25 dias de destreino físico. Fizeram parte do presente estudo 7 atletas de atletismo (fundistas) homens, sendo verificado o índice de massa corporal, a pressão arterial e o percentual de gordura corporal para caracterização da amostra. O desempenho anaeróbio foi analisado no teste de Wingate na bicicleta e o desempenho aeróbio no teste de consumo máximo de oxigênio em esteira. Todas as análises foram feitas no final de temporada (M1) e após um período de 25 dias sem treino (M2). Os resultados apontam um aumento significativo no percentual de gordura corporal dos atletas. Não houve diferença significativa no desempenho aeróbio e anaeróbio entre os dois momentos analisados. Conclui-se que um período de 25 dias de destreino não foi suficiente para redução significativa no desempenho aeróbio e anaeróbio de atletas de atletismo da cidade de Petrolina-PE, todavia esse período foi suficiente para aumento do percentual de gordura corporal.

 

ABSTRACT 

Effect of detraining on aerobic and anaerobic performance parameters of track and field athletes

The aerobic and anaerobic performance of an athlete is one of the factors that directly influence the results of several track and field events. In this scenario, the detraining period of an athlete can represent a decrease in performance. The aim of the present study was to verify and compare the aerobic and anaerobic performance of track and field athletes after a period of 25 days of detraining. In order to do so, 7 male track and field athletes participated in the study. Body mass index, body fat percentage and blood pressure were measured to characterize the sample. Anaerobic performance was assessed through Wingate’s test, and a maximum oxygen consumption test on a treadmill was performed to evaluate aerobic performance. All analysis was performed at the end of the season (M1) and after a 25-day period of detraining (M2). Results showed a significant increase in body fat percentage. No significant differences were found in aerobic and anaerobic performance. Therefore, 25 days of detraining is not enough to significantly reduce aerobic and anaerobic performance of track and field athletes of the city of Petrolina-PE. However, a significant increase in body fat percentage was found.


Palavras-chave


Corrida; Desempenho físico; Destreino físico; Atletas

Texto completo:

PDF

Apontamentos



Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui