Correlação dos valores de lipídeos sanguíneos e parâmetros antropométricos em sujeitos praticantes de treinamento de força e sedentários

Tanan Batista Arnhold, Daniel Carlos Garlipp, Guilherme Fiel, Marcelo Grohe, Fernanda Guth, Jéssica Rasche, Jairo Luis Hoerlle, André Luiz Lopes

Resumo


Poucos estudos têm relacionado a prática do treinamento de força (TF) e a melhora do perfil lipídico. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo correlacionar as características antropométricas com os valores de perfil lipídico em praticantes de treinamento de força e sedentários. A amostra foi composta por 39 sujeitos do sexo masculino na faixa etária entre 20 e 40 anos. Os sujeitos foram divididos em dois grupos. O nível de sedentarismo foi avaliado usando o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) e controle de ingestão alimentar por meio de recordatório de 24 horas. A coleta de sangue para verificação do perfil lipídico (LDL-C, HDL-C, Colesterol Total e Triglicerídeo) foi realizada na região antecubital do braço. Para obtenção dos dados antropométricos (massa magra, percentual de gordura, somatório de dobras cutâneas) as dobras cutâneas foram medidas segundo a ISAK. Todas as análises estatísticas utilizaram o SPSS 18.0. Para análise do aspecto nutricional foi utilizado o software Diet Win 11.0. Não foram identificadas diferenças estatisticamente significativas entre os grupos nas variáveis triglicerídeos, colesterol total, HDL-C e LDL-C. Todavia o grupo treinado apresentou 28% menos triglicerídeos e 11% menos HDL-C do que o grupo de sedentários. Houve diferenças estatisticamente significativas entre os grupos, onde o grupo treinado apresentou maior massa muscular e o grupo sedentário maior massa adiposa e somatório de dobras cutâneas. Conclui-se que sujeitos que praticam TF possuem um menor percentual de triglicerídeos e HDL-C circulantes quando comparado a sujeitos sedentários.

 

ABSTRACT

Correlation of blood lipid values and anthropometric parameters in strength training practitioners and sedentary subjects 

Few studies have linked the practice of strength training (ST) and the improvement of the lipid profile. Thus, the present study was to correlate the anthropometric characteristics with the lipid profile values in practitioners strength training and sedentary. The sample consisted of 39 male subjects aged between 20 and 40 years. The subjects were divided into two groups. The level of inactivity was assessed using the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) and control of food intake by 24-hour recall. The blood test to check the lipid profile (LDL-C, HDL-C, total cholesterol and triglyceride) was performed in the antecubital region of the arm. For anthropometric data (lean mass, fat percentage, sum of skinfolds) skinfolds were measured according to ISAK. All statistical analyzes used SPSS 18.0. To analyze the nutritional aspect was used Diet Win 11.0. No statistically significant differences were found between the groups in the variables triglycerides, total cholesterol, HDL-C and LDL-C. But the trained group had 28% fewer triglycerides and 11% less HDL-C than the sedentary group. There were statistically significant differences between the groups, where the trained group showed increased muscle mass and the most sedentary group fat mass and sum of skinfolds. We conclude that subjects who practice TF have a lower percentage of circulating triglycerides and HDL-C compared to sedentary subjects.

Palavras-chave


Estilo de Vida Sedentário; Treinamento de Resistência; Antropometria; Dislipidemias

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui