Hipertensão, exercício físico e atividade física em crianças e jovens na idade escolar: Uma revisão narrativa

  • Francisco Basílio da Silva Júnior Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Sabrina Marinho Coutinho Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Breno Tadeu de Oliveira de Souza Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Elizabeth Santana Alves de Albuquerque Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • André Pontes-Silva Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia, Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos-SP, Brasil.
  • Cristiano Teixeira Mostarda Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Antonio Coppi Navarro Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Christian Emmanuel Torres Cabido Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Almir Vieira Dibai Filho Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
  • Flávio de Oliveira Pires Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil; Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA, Brasil.
Palavras-chave: Hipertensão Arterial, Atividade Física, Educação Física Escolar, Crianças e Jovens

Resumo

O presente estudo realizou uma revisão narrativa sobre a incidência e prevalência da Hipertensão Arterial em crianças, adolescentes e jovens em idade escolar e identificou o papel do professor como agente educativo e preventivo para tentar minimizar e controlar os riscos que estão associados a esta patologia. Com isso, buscou-se investigar a atuação da escola e do professor de educação física no combate e prevenção da Hipertensão Arterial em crianças, adolescentes e jovens em idade escolar. Foi realizado um levantamento e análise de artigos científicos de 2012 a 2022 em buscador e base de dados (Google Acadêmico, Scielo, Pub Med) que falem a respeito do papel da educação física escolar na prevenção ou auxílio do controle da hipertensão através de uma revisão narrativa de literatura. Os estudos mostram um consenso a respeito dos fatores de risco da Hipertensão Arterial e, apesar da pouca prevalência e incidência Hipertensão Arterial não serem tão evidenciados na literatura, os autores alertam sobre a alta incidência e prevalência de fatores de riscos como a obesidade e sedentarismo nas fases iniciais da vida que podem aumentar o risco de aumento de casos de hipertensão arterial. Desse modo, é fundamental ressaltar todos os estudos mostram a possibilidade que nas fases iniciais de vida é possível identificar a hipertensão arterial, podendo fazer da escola e do professor de educação física um agente direto e efetivo da identificação, prevenção e controle da hipertensão arterial nessa fase da vida.

Referências

-Atalla, M. Os fatores da obesidade Infantil. BemStar com Marcio Atalla, 9’38”. 2016. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=v5Ilik-KRSA. Acesso em 09/10/2022.

-Bloch, K. V.; Klein, C. H.; Szklo, M.; Kuschnir, M. C.C.; Abreu, G. A.; Barufaldi, L. A.; Veiga, G. V.; Schaan, B.; Silva, T.L.N. ERICA: prevalências de hipertensão arterial e obesidade em adolescentes brasileiros. Rev. Saúde Pública. Vol. 50. supl. 1. 9s. 2016.

-Boyer, B. P.; Nelson, J. A.; Holub, S. C. Childhood body mass index trajectories predicting cardiovascular risk in adolescence. Journal of Adolescent Health. Vol. 56. Núm. 6. p.599-605. 2015. https://doi.org/10.1016/j.jadohealth.2015.01.006

-Brasil. Diretrizes Clínicas para o cuidado ao paciente com doença renal crônica no Sistema Único de Saúde. Ministério da Saúde. n. 1. p. 1-37. 2014.

-Cesare, M.; Sorić, M.; Bovet, P.; Miranda, J; Butta, Z; Stevens, G, E; Laxmaiah, A; Kangne, A. P; Bentham, J. The epidemiological burden of obesity in childhood: a worldwide epidemic requiring urgent action. BMC Medicine. Vol. 17. Núm. 1. p.212. 2019.

-Ceschini, F. L.; Andrade, D. R.; Oliveira, L. C.; Araújo Júnior, J. F.; Matsudo, V. K. Prevalência de inatividade física e fatores associados em estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais. J. Pediatr. Vol. 85. Num. 4.p.301-306.2009.

-Costa, S. M.; Lima, C. A.; Nobre, A. L. C. S. D.; Veira, D. M. A.; Leal, A. L. R. Hypertension bearers with high risk/big risk of cardiovascular diseases and socioeconomic and health indicators. Rev. Assoc. Med. Bras. Vol. 64. Núm. 7. p. 601-610. 2018.

-Cureau, F. V.; Silva, T. L. N.; Bloch, K. V.; Fujimori, E.; Belfort, D. R.; Carvalho, K. M. B.; Schaan, B. D. ERICA: Leisure-time physical inactivity in Brazilian adolescents. Revista de Saude Pubiica. Vol. 50. supl 1. p.1s-11s. 2016. https://doi.org/10.1590/S01518-8787.2016050006683

-Dias, P. J. P.; Domingos, I. P.; Ferreira, M. G.; Muraro, A. P.; Sichieri, R.; Silva, R. M. V. G. Prevalência e fatores associados aos comportamentos sedentários em adolescentes. Revista de Saúde Pública. Vol. 48. Núm. 2. p. 266-274. 2014.

-Dias, A. F.; Mello, J. B.; Teodoro, J. L.; Gaya, A. C. A.; Gaya, A. R. Ocorrência e associação entre sobrepeso/obesidade e níveis de atividade física de escolares. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 17. Núm. 70. p.871-879. 2017.

-Fraporti, M. I.; Scherer Adami, F.; Dutra Rosolen, M. Cardiovascular risk factors in children. Revista Portuguesa de Cardiologia. Vol. 36. Núm. 10. p.699-705. 2017.

-Freitas, M. C.; Ceschini, L. F.; Ramallo, B. T. Resistência à insulina associado à obesidade: Efeitos anti-inflamatórios do exercício físico. Revista Brasileira Ciencia e Movimento. Vol. 22. Núm. 3. p.139-147. 2014.

-Junior, A. J. F.; Junior, A. J. F.; JR, C. D. M. M.; Andrade, D. R. E. L. D. A.; Anderáos, M., Guerra, P. H. Prescrição de exercícios e atividade física para crianças e adolescentes. Conselho Regional de Educação Física- CREFR-SP..São Paulo. 2018.

-Lee, E. Y.; Yoon, K.-H. Epidemic obesity in children and adolescents: risk factors and prevention. Frontiers of Medicine. p1-9. 2018.

-Malachias, M.; Souza, W.; Plavnik, F.L.; Rodrigues, C.; Brandão, A. 7a Diretriz Brasileira De Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiro de Cardiologia. Vol. 107. Núm. 3. 2016.

-Malta, D. C.; Gonçalves, R. P. F.; Machado, I. S.; Freitas, M. I. F.; Azeredo, C.; Szwarcwald, C. L. Prevalência da hipertensão arterial segundo diferentes critérios diagnósticos, Pesquisa Nacional de Saúde. Rev. bras. Epidemiol. Vol. 21. supl. 1. 2018.

-Manios, Y.; Karatzi, K.; Protogerou, A. D.; Moschonis, G.; Tsirimiagou, O.; Androutsos, O.; Lionis, C.; Chrousos, G. P. Prevalence of childhood hypertension and hypertension phenotypes by weight status and waist circumference: the healthy growth study. European Journal of Nutrition. Vol. 57. Núm. 3. p. 1147-1155. 2018.

-Matavelli, I. S.; Del Judice, E. L.; Matavelli, R.; Hunger, H. S.; Mamartelli, A. Hipertensão Arterial Sistêmica e a Prática Regular de Exercícios Físicos como Forma de Controle: Revisão de Literatura. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 18. Núm. 4. p. 359-366. 2014.

-Mcardle, W. D.; Katch, F. I, Katch, V. L. Fisiologia do Exercício: nutrição, energia e desempenho humano. 7ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2013.

-Monteiro, M. F.; Sobral Filho, D. C. Exercício Físico e Controle da Pressão Arterial. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 10. Núm. 6. p. 513-516. 2004.

-Pereira, W. R.; Cesar, A.; Rodrigues, E.; Laurindo, F.; Nonato, R.; Miranda, C. Hábitos alimentares e prevalência de obesidade em alunos. Jornal Interdisciplinar de Biociências. Vol. 3. Núm. 1. 2018.

-Prieto-Peña, A. I. P.; Estévez, M. L. M.; Hérnandez, D. S.; Prieto, H. G. Valoración de los factores de riesgo para la hipertensión arterial en adolescentes escolares. Revista Médica Eletrônica. Vol. 43. Núm. 5. p. 1-12. 2021.

-Purnell, J. Q. Definitions, Classification, and Epidemiology of Obesity. Endotext. Vol. 2. Núm. 1. p.1-5. 2018.

-Ramires, E. K. N. M.; Menezes, R. C. E.; Silva, G. L.; Santos, T. G.; Marinho, P. M.; Silveira, J. A. C. Prevalence and Factors Associated with Metabolic Syndrome among Brazilian Adult Population: national health survey - 2013. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 5. p. 455-466. 2018. http://dx.doi.org/10.5935/abc.20180072

-Ruiz, L. D.; Zuelch, M. L.; Dimitratos, S. M.; Scherr, R. E. Adolescent Obesity: Diet Quality, Psychosocial Health, and Cardiometabolic Risk Factors. Nutrients, Vol. 12. Núm. 1. p. 43. 2019.

-Salgado, C. M.; Carvalhaes, J. T. Hipertensão arterial na infância. Jornal de Pediatria. Vol. 79. p.S115-S124. 2003.

-Silva, A. O.; Silva, M. V.; Pereira, L. K. N.; Feitosa, W. M. N.; Dias, R. M. R.; Diniz, P. R. B.; Oliveira, L. M.F. T. Association between general and abdominal obesity with high blood pressure: difference between genders. Jornal de Pediatria. Vol. 92. Núm. 2. p. 174-180. 2016.

-Silva, A. D.; Oliveira, J. A.; Immich, I. C.; Kratz, C. Hipertensão arterial na infância: um estudo de revisão. Revista Interdisciplinar em Ciências da Saúde e Biológicas. Vol. 2. Núm. 1. p. 77-96. 2018.

-Silva, K. S.; Bandeira, A.S.; Ravagnani F. C. P.; Camargo, E. M.; Tenório, M.C.; Oliveira, V. J. M.; Santos, P. C., Ramires, V. V.; Sandreschi, P. F.; Halla, P.C.; Barbosa-Filho, V.C. Educação física escolar: guia de atividade física para a população brasileira. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol. 26. p. 1-18. 2021.

-Silva, R. L. D. T.; Ishida, E. E.; Cordoni Junior, L.; Marcon, S. S. Construção e validação de instrumento para avaliação da assistência à pessoa com hipertensão na atenção básica. Texto contexto - enferm. Vol. 26. Núm. 4. p.e0500014. 2017.

-Sociedade Brasileira de Pediatria. Orientação manual de obesidade na infância e adolescência, Departamento de Nutrologia, 2019. 3ª edição. Departamento de Nutrologia. 2019.

-Souza, F. O. Hipertensão Arterial Sistêmica no município de Diogo de Vasconcelos-MG. Monografia. Universidade Federal de Minas Gerais. Conselheiro Lafaiete. Minas Gerais, 2011.

-Varela Arévalo, M. T.; Ochoa Muñoz, A. F.; Tovar Cuevas, J. R. Tipologías de estilos de vida en jóvenes universitarios. Universidad y Salud. Vol. 18. Núm. 2. 2016.

-Veloso, J.; Polito, M. D.; Riera, T.; Celes, R.; Vidal, J. C.; Botaro, M. Efeitos do intervalo de recuperação entre as séries sobre a pressão arterial após exercícios resistidos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 94. Núm. 4. p. 512-518. 2010.

Publicado
2023-12-28
Como Citar
Silva Júnior , F. B. da, Coutinho, S. M., Souza, B. T. de O. de, Albuquerque, E. S. A. de, Pontes-Silva, A., Mostarda, C. T., Navarro, A. C., Cabido, C. E. T., Dibai Filho, A. V., & Pires, F. de O. (2023). Hipertensão, exercício físico e atividade física em crianças e jovens na idade escolar: Uma revisão narrativa. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 17(111), 447-464. Recuperado de https://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/2772
Seção
Artigos Científicos - Revisão