Perfil profissional do personal trainer atuante em academias de Teresina-PI

Francisca Islandia Cardoso da Silva, Arcângela Mayara Luz Santos, David Marcos Emérito de Araújo

Resumo


Objetivo. Este trabalho descritivo-exploratório investigou o perfil do personal trainer atuante em academias de médio e grande porte da zona leste de Teresina. Materiais e Métodos. A amostra intencional consistiu de 60 profissionais. Para levantamento dos dados, utilizou-se um questionário, composto por 30 questões, que versava sobre a situação econômica, formação acadêmica e continuada, metodologia de trabalho e experiência profissional. Resultados. 95,1% dos participantes possui graduação em educação física. Desses, 41% possui pós-graduação. Sobre as formas de reavaliação física utilizadas, detectou-se que 3,3% dos entrevistados não fazem reavaliações. Da amostra, 32,8% trabalhavam apenas como personal trainer e 67,2% trabalhavam também em outras áreas. 90,2% dos entrevistados pretende seguir como personal em razão, principalmente, de afinidade com a área (60%) e melhor remuneração (32,7%). 57,4% da amostra considera a desvalorização financeira do serviço como a maior agrura enfrentada no mercado de trabalho pelo personal. Conclusões. O treinamento personalizado em Teresina é recente, os profissionais parecem ter ciência da importância de sua qualificação e competência para a realização de um bom trabalho, no entanto, ainda galgam o espaço de reconhecimento e valorização devido como agentes de saúde.

 

ABSTRACT 

Professional profile of personal trainer in acting in academies of Teresina-PI

Objective. This descriptive exploratory study investigated the profile of active personal trainer in gyms medium and large size of area east of Teresina. Methods: The purposive sample consisted of 60 professionals. For data collection, we used a questionnaire consisting of 30 questions, which was dealt about the economic situation, academic and continuing formation, work methodology and experience professional. Results. 95.1% of participants is graduated in physical education. Of these, 41% have graduate degrees. About forms of physical revaluation used, it was found that 3.3% of respondents did not make revaluations. In the sample, 32.8% worked only as personal trainer and 67.2% also worked in other areas. 90.2% of respondents intend to follow as personal trainer due mainly affinity with the area (60%) and better pay (32.7%). 57.4% of the sample considers the loss of value of service as the greatest hardship faced in the labor market by the personal. Conclusions. The personal training in Teresina is recent, the professionals seem to be aware of the importance of their qualification and competence for performing a good job, however, still fight for recognition and appreciation as health workers.


Palavras-chave


Educação Física; Treinamento personalizado; Academia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui