Efeitos agudos e crônicos do exercício físico na pressão intraocular

Luis Fernando Garcia de Oliveira, Marcelo Conte

Resumo


Introdução: os incidentes de glaucoma não têm apresentado relação direta com o sedentarismo. Porém, a Pressão Intraocular elevada é o principal fator para o desenvolvimento do glaucoma. Em contrapartida, indivíduos praticantes de exercício físico apresentam níveis na PIO inferiores ao parâmetro estabelecido pela Sociedade Brasileira Glaucoma (21 mmHg). Objetivo: o presente estudo foi revisar a influência da prática de exercício físico regular, observando os efeitos agudos e crônicos na Pressão Intraocular (PIO). Metodologia: foi realizada uma revisão de literatura, através das seguintes bases dados Pubmed, Bireme e Scielo em artigos e periódicos internacionais e nacionais. Revisão da literatura: existe uma escassez de publicações sobre a associação entre o incidente de glaucoma e exercício físico. Entretanto, os achados têm mostrado uma diminuição da PIO tanto nos exercícios com características aeróbias, onde, se encontra maior parte das publicações, quanto nos exercícios anaeróbios com diversas pesquisas recentes apontando os mais variados mecanismos apresentados em um diagrama exposto neste estudo de revisão. Conclusão: A maioria dos estudos apontaram para os efeitos hipontesivos na pressão intraocular em exercícios com características anaeróbias e aeróbias.

 

ABSTRACT 

Effects acute and chronic physical exercise on intraocular pressure

Introduction: glaucoma incidents has not shown the direct relationship with sedentary lifestyles. However, the high Intraocular pressure is the main factor for the development of glaucoma. In contrast, practitioners of physical exercise individuals present levels in IOP lower than the parameter set by the Brazilian Society Glaucoma (21 mmHg). Objective: This study was to review the influence of regular physical exercise, observing the acute and chronic effects on Intraocular Pressure (IOP). Methods: A literature review was conducted through the following bases Pubmed, Bireme and Scielo articles in international and national journals. Literature review: there is a shortage of publications on the association between glaucoma incident and exercise. However, the findings have shown a decrease in IOP in both exercises with aerobic characteristics, where is most publications, as the anaerobic exercises with several recent research pointing out the various mechanisms presented in a diagram displayed in this review study. Conclusion: Most studies have pointed to the hipontesives effect on intraocular pressure in exercises with anaerobic and aerobic characteristics.


Palavras-chave


Exercício Físico; Pressão Intraocular; Glaucoma

Texto completo:

PDF

Referências


-American College Sports of Medicine. Benefícios e risco associados à atividade física. In: Diretrizes do ACSM para os testes de esforço e sua prescrição. 9ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2014. p 2.

-Andrada, M. M. T.; Fesser, O. I.; Antón, L. A. Estudio comparativo de dos tonómetros portátiles: Tono pen XL y Perkins. Archivos de la Sociedad Española de Oftalmologia. Vol. 78. Núm. 4. p. 189-196. 2003.

-Asejczyk, W. M.; Pierscionek, B. K. Fluctuations in intraocular pressure and the potential effect on aberrations of the eye. British Journal of Ophthalmology. Vol. 91. p. 1054-1058. 2007.

-Ashkenazi, I.; Melamed, S.; Blumenthal, M. The effect of continuous strenuous exercise on intraocular pressure. Investigate Ophthalmology & Visual Science. Vol. 33. Núm. 10. p. 2874-2877. 1992.

-Constanzo, L. S. Neurofisiologia. In: Fisiologia. 4ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2011.

-Conte, M.; Scarpi, M. J. A comparison of the intraocular pressure response between two different intensities and volumes of resistance training. Revista Brasileira de Oftalmologia. Vol. 73. Núm. 1. p. 23-27. 2014.

-Conte, M. Baldin, A. D.; Russo, M. R. R. R.; Storti, L. R.; Caldara, A. A.; Cozza, H. F. P.; Ciolac, E. G. Effects of High-Intensity Interval vs. Continuous Moderate Exercise on Intraocular Pressure. International Journal of Sports Medicine. Vol. 35. Núm. 6. p. 874-878. 2014.

-Conte M.; Scarpi, M. J.; Rossi, R. A.; Beteli, H. R.; Lopes, R. G.; Marcos, H. L. Variação da pressão intraocular após o teste submáximo de força no treinamento resistido. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Vol. 72. Núm. 3. p. 351-354. 2009.

-Conte, M. Associação entre exercícios resistidos e pressão intraocular. Tese de Doutorado em Oftalmologia Esportiva. Universidade Federal de São Paulo-Escola Paulista de Medicina. São Paulo. 2009.

-Guyton, C. A. Os sistemas sensoriais especiais: o olho. In: Fisiologia. 6ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2008. p. 181-193.

-Harris, A.; Malinovsky, V. E.; Cantor, L. B.; Henderson, P. A.; Martin, B. J. Isocapnia blocks Exercise-induce reductions in ocular tension. Investigate Ophthalmology & Visual Science. Vol. 33. Núm. 7. p. 2229-2232. 1992.

-Jaén-Diaz, J, I.; Cordero, B. G.; Lopez, F. C.; Castro, C. M.; Castilla, F. L. M.; Berciano, M. F. Variabilidad diurna de la presión intraocular. Archivos de la Sociedad Española de Oftalmologia. Vol. 82. p. 675-680. 2007.

-Mansouri, K.; Weinreb, N. R.; Liu, H. K. J. Effects of aging on 24-hour intraocular pressure measurements in sitting and supine body positions. Investigate Ophthalmology & Visual Science. Vol. 53. Núm. 1. p. 112-116. 2012.

-Natsis, K.; Asouhidou, I.; Nousis, G.; Chatzibalis, T.; Vlasis, K.; Karabatakis, V. Aerobic exercise and intraocular pressure in normotensive and glaucoma patients. BioMed Central Ophthalomogy. Vol. 9. Núm. 6. 2009.

-Póvoa, A. C.; Nicolela, M. T.; Valle, A. L. S. L.; Gomes, L. E. S.; Neustein, I. Prevalência de glaucoma identificada em campanha de detecção em São Paulo. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Vol. 64. p. 303-307. 2001.

-Powers, S. K.; Howley, T. E. Metabolismo no exercício. In: Fisiologia do Exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. 8ª edição. Manole. 2008. p 75.

-Puente, M. E.; Abusleme, E.; Araneda, S.; Maul, X.; Perez, C.; Schimeidt, J. Progression index and mean deviation index in glaucoma patients. Investigative Ophthalmology & Visual Science. Vol. 52. p. 4161. 2011.

-Qureshi, A. I.; Wu, X. D.; Xi, X. R.; Yang, J.; Huang, Y. B. Resting intraocular pressure of steel factory workers is related to their physical fitness. Industrial health. Vol. 35. p. 259-263. 1996.

-Qureshi, A. I. The effects of mild, moderate, and severe exercise on intraocular pressure in glaucoma patients. Japanese Journal of Physiology. Vol. 45. p. 561-569. 1995.

-Remo, J. S.; Weinreb, N. R. Glaucoma: perguntas & respostas. Cultura Médica. 2005. 344 p.

-Roddy, G.; Curnier, M. A. D.; Ellemberg, D. Reductions in intraocular pressure after acute aerobic exercise: A Meta-Analysis. Clinical Journal os Sport Medicine. Vol. 0. Núm. 0. p. 1-9. 2014.

-Rodrigues, D. L.; Silva, M. R. B. M.; Schellini, S. A.; Jorge, E. N. Picos de pressão intraocular: comparação entre curva tensional diária, minicurva e medida da pressão intraocular às 6 horas. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Vol. 67. p. 127-131. 2004.

-Rodrigues, V. L. M.; Dantas, M. A. Tonometria. In: Oftalmologia clínica. 2ª edição. Cultura Médica. 2001.

-Ruffer, F.; Schiller, J.; Klettner, A.; Lanzl, I.;. Roider, J.; Weisser, B. Comparison of the influence of aerobic and resistance exercise of the upper and lower limb on intraocular pressure. Acta ophthalmology. Vol. 94. p. 249-252. 2014.

-Salai, F. A.; Souza, T. T.; Netto, A. A.; Oliveira, L. S.; Shimono, C. T.; Cunha, R. D. Perfil clínico epidemiológico de pacientes com glaucoma encaminhados ao serviço de oftalmologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina. Arquivos Catarinenses de Medicina. Vol. 40. Núm. 3. p. 37-42. 2011.

-Santos, M. G.; Makk, S.; Berghold, A.; Eckhardt, M.; Haas, A. Intraocular pressure difference in Goldmann applanation tonometry versus Perkins hand-held applanation tonometry in overweight patients. Ophthalmology. Vol. 105. p. 2260-2263. 1998.

-Scarpi, J. M.; Conte, M.; Rossin, R. A.; Skubs, R.; Lenk, R, E.; Brant, R. Associação entre dois diferentes tipos de estrangulamento com a variação da pressão intraocular em atletas de jiu jitsu. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Vol. 72. Núm. 3. p. 341-345. 2009.

-Soares, A. S.; Caldara, A. A.; Storti, L. R.; Teixeira, L. F. M.; Terzariol, J. G. T.; Conte, M. Variação da pressão intraocular no exercício resistido realizado em duas diferentes posições. Revista Brasileira de Oftalmologia. Vol. 74. Núm. 3. p. 23-27. 2015.

-Sociedade Brasileira de Glaucoma. Segundo consenso de glaucoma primário de ângulo fechado. p. 2-23. 2012.

-Sociedade Brasileira de Glaucoma. Segundo consenso de glaucoma primário de ângulo aberto. p. 5-44. 2005.

-Talieri, I. C.; Honsho, C. S.; Nunes, N.; Souza, A. P.; Duque, J. C. Comportamento da pressão intraocular segundo os efeitos cardiorrespiratório e hemodinâmicos induzidos pela anestesia com desflurano, em cães submetidos hipovolemia experimental. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Vol. 68. Núm. 4. p. 521-526. 2005.

-Tamura, D. S.; Caldara, A. A.; Soares, A. S.; Storti, L. R.; Teixeira, L. F. M.; Conte, M. Associação da concentração do lactato plasmático após o exercício resistido e pressão intraocular. Perspectiva Médica. Vol. 24. Núm. 3. p. 5-10. 2013.

-Tamura, D. S.; Conte, M.; Marchetti, H. P. Resposta da pressão intraocular frente ao treinamento de força. Artigo de revisão. 2012.

-Vaughan, D.; Asbury, T. Oftalmologia geral. 17ª edição. Porto Alegre. Artmed. 2011. 468 p.

-Vieira, M. G. Efeitos agudos do exercício resistido na pressão intraocular em homens ativos, jovens e saudáveis. Tese de Doutorado em Oftalmologia Esportiva. Universidade de Brasília. Brasília. 2008.

-Williams, T. P. Relationship of incident glaucoma versus physical activity and fitness in male runners. Medicine & Science in Sports Exercise. Vol. 41. Núm. 8. p. 1566-1572. 2009.

-Wilmore, H. J.; Costill, L. D.; Kenney, W. L. Obesidade, diabetes e atividade física. In: Fisiologia do Esporte e do Exercício. 4ª edição. Manole. 2010. p. 529-532.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui