Cinesioterapia e dança sênior: contribuindo para o envelhecimento saudável

Daniele Gouvêa von Haehling Lima, Alfredo Faria Junior, Adriana Martins Correia, Carlos Alberto Figueiredo da Silva

Resumo


Objetivo: Analisar a utilização da Dança Sênior (DS) como recurso cinesioterápico de modo a favorecer a qualidade de vida do idoso. Método: Efetivou-se uma análise documentária, observação sistemática e aplicação de um questionário. Na aplicação do questionário, empregou-se uma amostra de conveniência, que selecionou 18 idosas do grupo de DS, do curso de fisioterapia, das Faculdades São José. Resultados: A DS mostrou-se um recurso valioso para a atuação do fisioterapeuta no campo da cinesioterapia. Foi observada grande deficiência de profissionais da área de saúde com formação em DS, sobretudo o fisioterapeuta. Logo, considera-se a necessidade de cursos voltados a esses profissionais que desejem trabalhar com a DS como ferramenta da cinesioterapia. Conclusão: Sugere-se que cursos voltados a esses profissionais sejam oferecidos já na graduação, compondo o conteúdo da disciplina gerontologia, tendo em vista que essa disciplina é comum na grade do curso de fisioterapia.


Palavras-chave


Terapia pela dança; Qualidade de vida; Fisioterapia; Idoso

Texto completo:

PDF

Referências


-Amaral, P.C.; e colaboradores. Efeitos funcionais da prática de dança em idosos. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício, São Paulo. Vol. 13. Num. 1. p. 43-49. 2014.

-Araujo, N.N.L.; e colaboradores. Trabalhando a educação popular em saúde com a dança. Gestão e Saúde, Brasília. Vol. 6. Num. 1. p. 817-823. 2015.

-Athayde, E. Dança Sênior surgiu na Alemanha. 1998. Disponível em: .

-Bastos, E.L. O que é Dança Sênior? Revista Dança Sênior, Rio de Janeiro. Vol.3. p. 12. 2007.

-Bocalini, D.; Santos, R.; Miranda, M.L. Efeitos da prática de dança de salão na aptidão funcional de mulheres idosas. Revista Brasileira Ciência e Movimento. Vol. 15. Num. 3. p. 23-29. 2007.

-Boni, V.; Quaresma, S.J. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevistas em ciências sociais. Em Tese, Florianópolis. Vol. 2. Num. 1. p. 68-80.2005. Disponível em.

-Brody, L.T.; Hall, C.M. Exercícios terapêuticos em busca da função. Rio de janeiro. Guanabara Koogan. 2001.

-Calil, S.R.; e colaboradores. Reabilitação por meio da dança: uma proposta fisioterapêutica em pacientes com sequela de AVC. Revista Neurociências, São Paulo. Vol. 15. Num. 3. p.195-202. 2007.

-Cassiano, J.G.; e colaboradores. Dança sênior: um recurso na intervenção terapêutico-ocupacional junto a idosos hígidos. RBCEH. Passo Fundo. Vol. 6. Num. 2. p. 204-212. 2009. Disponível em:

-Chiarello, B.; Driusso, P. Fisioterapia Gerontológica. São Paulo. Manole. 2007.

-Correia, P. P.; e colaboradores. Função neuromuscular no idoso: a importância do treino de força. In: Barreiro, J.; Espanha, M.; Correia, P. Actividade Física e Envelhecimento. p. 135-153). Lisboa. Faculdade Motricidade Humana. 2010.

-Costa, B.; Miguel, C.; Pimenta, L. D. A dança na terceira idade. Revista Viva Idade: Belo Horizonte. Vol. 1. p. 5. 2007.

-D’Alencar, B.; e colaboradores. Biodança como processo de renovação existencial do idoso. Revista Brasileira de Enfermagem. Vol. 61. Num. 5. p.608-614. 2008.

-Dantas, E. Exercício, Maturidade e Qualidade de Vida. Rio de Janeiro. Shape. 2003.

-Faria Junior, A. (Org.). Atividade física e envelhecimento humano. Rio de Janeiro: HP Comunicação. 2015.

-Faria Junior, A.; Corrêa, E.S.; Bressane, R.S. Prática de Ensino em Educação Física-Estágio Supervisionado. Rio de Janeiro: Guanabara. 1987.

-Faria, A.; e colaboradores. (Orgs.). Uma Introdução à Educação Física. Niterói. Corpus. 1999.

-Ferreira, L.L. Análise da Qualidade de vida de idosos antes e após intervenção Fisioterapêutica. Revista Inspirar. Vol. 2. Num. 5. p. 18-21. 2010.

-Ferrigno, J.C.; e colaboradores. Centros e grupos de convivência de idosos: da conquista do direito ao lazer ao exercício da cidadania. In: Freitas, E.V.; e colaboradores. (Org.). Tratado de geriatria e gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. p. 1436-1443.

-Fortes, F.M. A superação das limitações da terceira idade através de danças adaptadas. Anuário da produção acadêmica docente. Vol. 3. Num. 2. p. 419-433. 2008.

-Fux, M. Depois da Queda... dançaterapia. São Paulo. Summus. 2005.

-Gaiarsa, J.A. O que é corpo. São Paulo. Brasiliense. 1995.

-Garaudy, R. Dançar a vida. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1980.

-Gazzola, J.M.; e colaboradores. Fatores associados ao equilíbrio funcional em idosos com disfunção vestibular crônica. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. Vol. 72. Num. 5. p. 683-690. 2006.

-Gill, F. A critical appraisal of the quality of quality-of-life measurements. JAMA. Vol. 272. Num. 8. p. 619-626. 1994.

-Gobbi, S.; e colaboradores. Efeitos da dança e o treinamento com pesos nos estados de ânimo de idosos. Revista da Educação Física/UEM. Vol. 2. Num. 18. p.161-168. 2007.

-Guimarães, L.H.C.T.; e colaboradores. Avaliação da Capacidade Funcional de Idosos em tratamento fisioterapêutico. Revista Neurociências. Vol. 12. Num. 3. p. 130-133. 2004.

-Hashizumi, M.; e colaboradores. Dança pra terceira idade. Cooperativa do Fitness. 2004. Disponível em: .

-Klebis, L.O.; e colaboradores. Avaliação da aptidão motora e qualidade de vida de indivíduos da terceira idade praticantes da dança sênior. In: Caderno de Resumos do 8º Congresso de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo/UNESP, p. 1-6. 2015. Disponível em: .

-Levin, J. Estatística aplicada a ciências humanas. São Paulo. Harbra. 1987.

-Lopes, H. Facilitadora de Danças Circulares Sagradas, Unati/UERJ. Rio de Janeiro/RJ. 2004. Disponível em: .

-Martins, A. Terceira Idade entrando no ritmo. O Fluminense. p. 84. 2010.

-Matsudo, S.M.M. Envelhecimento, atividade física e saúde. Boletim do Instituto de Saúde. Vol. 4. Num. 47. p.76-78. 2009.

-Montenegro, S.M.; e colaboradores. Os efeitos de um programa de fisioterapia como promotor de saúde na capacidade funcional de mulheres idosas institucionalizadas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Vol. 10. Num. 2. p. 161-178. 2007.

-Moreira, R.M. e colaboradores. Qualidade de vida, saúde e política pública de idosos no Brasil: uma reflexão teórica. Revista Kairós Gerontologia. Vol. 16. Num. 2. p.27-38. 2013.

-Nanni, D. Dança educação: princípios métodos e técnicas. Rio de Janeiro. Sprint. 1998.

-Neri, A. (Org.). Qualidade de Vida e idade madura. São Paulo. Papirus. 1999.

-Neri, A. Escala para Avaliação de satisfação na vida referenciada a domínios. Universidade Estadual de Campinas. 1998 (texto de circulação interna - pós-graduação em Gerontologia).

-Neves, A.M. Dança e psicomotricidade: propostas do ensino da dança na escola. SCIAS-Arte/Educação. Vol. 3. Num. 3. p. 67-85. 2014.

-Parente, M.A.M.P. Cognição e envelhecimento. São Paulo. Artmed. 2006.

-Patrocínio, W. Musicalidade e Movimento Corporal. In: A Terceira Idade: Estudos sobre Envelhecimento (SESC-SP). Vol. 21. Num. 47. p. 7-19. 2010.

-Pimenta, F.A.P.; e colaboradores. Avaliação da qualidade de vida de aposentados com a utilização do questionário SF-36. Revista Associação Médica Brasileira. Vol. 54. Num. 1. p. 55-60. 2008.

-Pinto, M.V.M.; e colaboradores. Análise dos benefícios da dança para a terceira idade. EFDeportes Revista Digital. Vol. 13. Num. 124. 2008.

-Porter, S. Fisioterapia de Tydi. Rio de Janeiro. Elsevier. 2005.

-Pratt, R. Art, dance, and music therapy. Phys Med Rehabil Clin N Am. Vol. 12. Num. 4. p. 827-41. 2004.

-Rezende, M.; Caldas, P. C. A dança de salão na Promoção da Saúde do Idoso. Revista Terceira Idade. Vol. 14. Num. 27. p.7-27. 2003.

-Rivoredo, M.G.A.C.; Mejia, D. A Cinesioterapia Motora como prevenção da Síndrome da Imobilidade Prolongada em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva. Disponível em: .

-Rummel, J. F. Introdução aos procedimentos de pesquisa em educação. Porto Alegre: Globo, 1977.

-Salvador, M. A importância da atividade física na terceira idade: uma análise da dança enquanto atividade física. Revista Primeira Passos. Universidade do Contestado, 2004.

-Santana, S.; Coradini, A.; Carneiro, R. A dança de salão e seus benefícios motores, cognitivos e sociais. Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente. Vol. 12. Num.15. p. 83-104. 2009.

-Santos, S.R. Direções e estratégias do envelhecer. Revista Portal de Divulgação. Ano II. Num. 24. 2013. Disponível em: .

-Silva, N.; e colaboradores. Exercício físico e envelhecimento: benefícios à saúde e características de programas desenvolvidos pelo LABSAU/IEFD/UERJ. Revista HUPE. Vol. 13. Num. 2. p. 75-85. 2014.

-Silva, N.; Farinatti, P.T.V. Influência de variáveis do treinamento contra-resistência sobre a força muscular de idosos: uma revisão sistemática com ênfase nas relações dose-resposta. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 13. Num. 1. 2007.

-Silva, V.C. O aprendizado da dança em idosos do CDS/UFSC: barreira e conquistas. Universidade Federal de Santa Catarina. 2010.

-Souza, M.; e colaboradores. Contribuições da dança para a qualidade de vida de mulheres idosas. EFDeportes Revista Digital. Vol.15. Num.148. 2010. Disponível em: .

-The Whoqol Group. The World Health Organization Quality of Life Assessment (WHOQOL): position paper from the World Health Organization. Social Science & Medicine. Vol. 41. Num. 10. 1995.

-Toscano, J.; Oliveira, A. Qualidade de vida em idosos com distintos níveis de atividade física. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 3. p.169-173. 2009.

-Vecchia, R.D.; e colaboradores. Qualidade de vida na terceira idade: um conceito subjetivo. Revista Brasileira de Epidemiologia Vol. 8. Num. 3. p. 246-252. 2005. Disponível em: .

-Vilela, A.B.A.; Carvalho, P.A.L.; Araújo, R.T. Envelhecimento bem-sucedido: representação de idosos. Revista Saúde Coletiva. Vol. 2. Num. 2. p. 101-14. 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui