Efeitos de vinte semanas de treinamento físico sobre a força e marcadores sanguíneos em mulheres idosas

Greice Kelly Gonçalves da Rosa, Bruna Tegner, Lidiane Reqquia Feldmann, Osvaldo Donizete Siqueira, Daniel Carlos Garlipp

Resumo


Introdução: As doenças crônicas não transmissíveis são responsáveis pelo maior número de mortes na senescência, sendo o exercício físico um aliado na busca do envelhecimento saudável e ativo. Objetivo: Verificar o efeito de vinte semanas de treinamento físico sobre a força e marcadores sanguíneos (HDL, colesterol total, triglicerídeos e glicose) em mulheres idosas. Métodos: Trata-se de um estudo de intervenção com acompanhamento, onde a amostra foi constituída de 18 idosas ativas (61,44 ±1,88 anos) que foram avaliadas através de três processos: (a) pré intervenção composto de coleta de sangue, testes de 1RM submáximo de membros inferiores e superiores mais o teste de sentar e levantar da cadeira; (b) sessões de treino composta por aquecimento e dez exercícios de força com intensidade de 70-85% da força máxima individual e (c) pós intervenção contendo os mesmos testes da etapa pré-intervenção. Resultados e discussão: Quanto as comparações pré e pós intervenção, é possível verificar alterações significativas (p<0,05) em todas as variáveis analisadas. Os testes de força e o HDL apresentaram aumentos significativos, enquanto o colesterol, a glicose e os triglicerídeos apresentaram redução significativa. Todas as análises foram realizadas no programa estatístico SPSS for Windows 20.0., sendo que nível de significância adotado foi de 5%. Conclusão: O método de treinamento e o período utilizado são eficientes para a melhora da força e parâmetros sanguíneos na faixa etária estudada.


Palavras-chave


Exercício; Doenças não transmissíveis; Envelhecimento

Texto completo:

PDF

Referências


-Aguiar, P. P. L.; Lopes, C. R.; Viana, H. B.; Germano, M. D. Avaliação da influência do treinamento resistido de força em idosos. Revista Kairós Gerontologia. São Paulo. Vol. 17. Num. 3. 2017. p. 201-217.

-Albarello, R. A.; Farinha, J. B.; Azambuja, C. R.; Santos, D. L. Efeitos do treinamento resistido sobre o perfil lipídico de indivíduos com síndrome metabólica. Revista Andaluza de Medicina del Deporte. Espanha. Vol. 10. Num. 3. 2017. p. 142-146.

-Boutari, C.; Mantzoros, C. S. Decreasing Lean Body Mass with Age: Challenges and Opportunities for Novel Therapies. Endocrinology and metabolismo. Journal of the Korean Endocrine Society. Coreia. Vol. 32. 2017. p. 422-425.

-Camargos, M. C. S.; Gonzaga, M. R. Viver mais e melhor? Estimativas de expectativa de vida saudável para a população brasileira. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro. Vol. 31. Num. 7. 2015. p. 1460-1472.

-Castro, E. A.; Lima, L. M.; Cerqueira, M. S.; Gobbi, S.; Doimo, L. A. Sarcopenia and cardiovascular risk in physically active adult and elderly women. Motriz: Revista de Educação Física. Rio Claro. Vol. 20. Num. 1. 2014. p. 92-99.

-Cesário, D. F.; Geovânia, B. S. M.; Uchôa, E. P. B.; Veiga, P. H. Facilitação neuromuscular proprioceptiva e musculação para ganho de força muscular em idosas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro. Vol. 17. Num. 1. 2014. p. 67.77.

-Coelho, B. S.; Souza, L. K.; Bortoluzzi, R.; Roncada, C.; Tiggemann, C. L.; Dias, C. P. Comparação da força e capacidade funcional entre idosos praticantes de musculação, hidroginástica e não praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro. Vol. 17. Num. 3. 2014. p.497-504.

-Cordeiro, J.; Castilho, L. D.; Freitas, C. S.; Gonçalves, M. P. Efeitos da atividade física na memória declarativa, capacidade funcional e qualidade de vida em idosos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro. Vol. 17. 2014. p. 541-552.

-Distelmaier, K.; Goliasch, G. Gone with the age (DL): high density lipoprotein in senescence. Polskie Archiwum Medycyny Wewnetrznej – Polônia. Vol. 126. Num. 10. 2016. p.727-728.

-Dunsky, A.; Abu-Rukun, M.; Tsuk, S.; Dwolatzky, T.; Carasso, R; Netz, Y. The effects of a resistance vs. an aerobic single session on attention and executive functioning in adults. Journals Plos One - San Francisco, Califórnia. Vol. 12. Num. 4. 2017. p.1-13.

-Fachineto, S.; Berté, J.; Silva, B. M.; Guareschi, L. P. Efeitos de um programa de exercícios físicos sobre variáveis fisiológicas, musculares e metabólicas em mulheres da meia-idade e terceira idade. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 10. Num. 58. 2016. p. 261-166. Disponível em:

-Faludi, A. A.; Izar, M. C. O.; Saraiva, J. F. K.; Chacra, A. P. M.; Bianco, H. T.; Afiune Neto, A.; Bertolami, A.; Pereira, A. C.; Lottenberg, A. M.; Sposito, A. C.; Chagas, A. C. P.; Casella-Filho, A.; Simão, A. F.; Alencar Filho, A. C.; Caramelli, B.; Magalhães, C. C.; Magnoni, D.; Negrão, C. E.; Ferreira, C. E. S.; Scherr, C.; Feio, C. M. A.; Kovacs, C.; Araújo, D. B.; Calderaro, D.; Gualandro, D. M.; Mello Junior, E. P.; Alexandre, E. R. G.; Sato, I. E.; Moriguchi, E. H.; Rached, F.H.; Santos, F. C.; Cesena, F. H. Y.; Fonseca, F. A. H.; Fonseca, H. A. R.; Xavier, H. T.; Pimentel, I. C.; Giuliano, I. C. B.; Issa, J.S.; Diament, J.; Pesquero, J. B.; Santos, J. E.; Faria Neto, J. R.; Melo Filho, J. X.; Kato, J. T.; Torres, K. P.; Bertolami, M. C.; Assad, M. H. V.; Miname, M. H.; Scartezini, M.; Forti, N. A.; Coelho, O. R.; Maranhão, R. C.; Santos Filho, R. D.; Alves, R. J.; Cassani, R. L.; Betti, R. T. B.; Carvalho, T.; Martinez, T. L. R.; Giraldez, V. Z. R.; Salgado Filho, W. Atualização da Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose - 2017. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Rio de Janeiro. Vol. 109. Num. 2. 2017. p. 1-90.

-Fraga, A.; Ladeia, A. M.; Sá, C. K. C.; Tenório, M. C. Efeito do exercício sobre os níveis de HDL-c: uma revisão sistemática de metanálises. Sociedade brasileira de medicina do exercício e do esporte. Bahia. Vol. 23. Num. 6. 2017. p.488-494.

-Geirsdottir, O. G; Arnarson, A; Briem, K; Ramel, A; Jonsson, P. V.; Thorsdottir, I. Effect of 12-Week Resistance Exercise Program on Body Composition, Muscle Strength, Physical Function, and Glucose Metabolism in Healthy, Insulin-Resistant, and Diabetic Elderly Icelanders. Journals of Gerontology: Medical Sciences. Estados Unidos. Vol. 67. Num. 11. 2012. p. 1259-1265.

-IBGE. Síntese de indicadores Sociais do IBGE. Agência de Notícias, 2016.

-Mayer, F.; Rosenberger, F. S; Carlsohn, A.; Cassel, M. L.; Muller, S.; Scharhag, J. The Intensity and Effects of Strength Training in the Elderly. Deutsches Ärzteblatt International. Alemanha. Vol. 24. Num. 3. 2011. p. 549-566.

-Mazurek, K.; Zmijewski, P.; Kozdron, E.; Fojt, A.; Czajkowska, A; Szczypiorski, P.; Mazurek, T. Cardiovascular risk reduction in sedentary postmenopausal women during organised physical activity. Kardiologia Polska. Polônia. Vol. 75. Num. 5. 2017. p. 476-485.

-Mijnarends, D. M.; Koster, A.; Schols, M. G. A.; Meijers, J. M.; Halfens, R. G.; Gudnason, V.; Eiriksdottir, G.; Siggeirsdottir, S. S.; Jónsson, P. V.; Meirelles, O.; Harris, T. Physical activity and incidence of sarcopenia: the population-based AGES - Reykjavik Study. Oxford University Press - Age and ageing. Estados Unidos. Vol. 45. 2016. p. 614-621.

-Ministério da Saúde (Brasil). Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil 2011-2022. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

-Nelson, M. E.; Rejeski, W. J.; Blair, S. N.; Duncan, P. W.; Judge, J. O.; King, A. C.; Macera, C. A.; Castaneda-Sceppa, C. Physical activity and public health in older adults: recommendation from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 39. Num. 8. 2007. p. 1435-1445.

-Paula, C. C.; Cunha, R. M.; Tufamin, A. T. Análise do Impacto do treinamento resistido no perfil lipídico de idosos. Revista Brasileira de ciência & movimento. Brasília. Vol. 22. Num. 1. 2014. p.150-156.

-Saad, M. A. Nogueira; C., Gilberto P.; Martins, W. A.; Velarde, L. G.; Cruz Filho, R. A. Prevalência de síndrome metabólica em idosos e concordância entre quatro critérios diagnósticos. SBC - Sociedade Brasileira de Cardiologia. Rio de Janeiro. Vol. 102. Num. 3. 2014. p. 263-269.

-Steffl, M.; Bohannon, R. W.; Sontakova, L.; Tufano, J. J.; Shiells, K.; Holmerova, I. Relationship between sarcopenia and physical activity in older people: a systematic review and meta-analysis. Journal Clinical Interventions in Aging. Auckland. Vol.12. 2017. p. 835-845.

-Takeda, J. R.; Matos, T.; Talarico, J. N. Cardiovascular risk factors and cognitive. Journal Dementia & Neuropsychologia. São Paulo. Vol. 11. Num. 4. 2017. p. 442-448.

-Tanaka, H.; Monahan, K. D.; Seals, D. R. Age-predicted maximal heart rate revisited. Journal of the American College of Cardiology. Vol. 37. Num. 1. 2001. p. 153-156.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui