A influência da música no desempenho dos praticantes de musculação

  • Alana Simões Bezerra Centro Universitário de Patos-UNIFIB, Brasil.
  • Raphael Antunes Sarmento Centro Universitário de Patos-UNIFIB, Brasil.
Palavras-chave: Musculação, Música, Academias

Resumo

Considerando que muito se têm falado sobre a influência que a música pode ter no rendimento dos praticantes de musculação, uma vez que ela tem ação motivacional na prática dessa atividade física. Este estudo tem como objetivo analisar a percepção de praticantes de musculação sobre a influência da música no desempenho durante o treino. Trata-se de uma pesquisa de campo, do tipo exploratória e de abordagem quantitativa, participaram do estudo 100 praticantes de musculação de ambos os sexos, com idade entre 18 e 30 anos, das academias da cidade de Patos-PB. Como instrumento utilizou-se um questionário semiestruturado com 10 questões objetivas. A análise dos dados foi feita no programa Statistical Package for the Social Science - SPSS, versão 25. Desta forma, observa-se que os resultados apontaram melhoramento no rendimento dos praticantes, a maioria deles escuta música durante o dia bem como na musculação. Os estilos preferidos foram forró, sertanejo e eletrônico. O estilo mais escutado durante a prática da musculação foi o eletrônico, constatou-se também que as músicas das academias têm atendido as expectativas dos praticantes, e o maior motivo de ouvir música durante o treino foi a motivação. O que permite concluir que a música tem papel importante, pois influencia diretamente no desempenho e na motivação dos praticantes de musculação, tornando a prática mais agradável, destacando a importância de que a mesma deve corresponder às expectativas dos ouvintes.

Referências

-Almeida, M.W.S.; Calomeni, M.R.; Neto, N.T.A.; Castro, K.V.B.; Silva, V.F. Efeito da imagética relacionada à música na melhora do arremesso do lance livre de basquetebol: comparativo entre dois grupos etários. Fitness & Performance Journal. Rio de Janeiro. Vol. 7. Num. 6. 2008. p. 380-385.

-Alves, A.G.L.; Bellini, M.A.B.C. Influência da música nos exercícios resistidos. Do Corpo: Ciências e Artes. Caxias do Sul. Vol.7. Num. 1. 2017.

-Azevedo, M.G.; Sousa, A.D.; Silva, P.A.; Curty, V.M. Correlação entre volume total e marcadores de dano muscular após os exercícios excêntricos com diferentes intensidades no efeito protetor da carga. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 6. Num. 35. 2012. p. 455-464.

-Cardoso, B.L.C.; Pereira, J.S.; Souza, W.S.A influência da música na motivação de praticantes de musculação. Revista Digital Efdeportes. Buenos Aires. Ano 20. Num. 204. 2015. p.11.

-Moreira, M.D.B.; Ramos, M. Efeito da música sobre o número de repetições em exercício contra resistido. Revista científica da Faminas. Vol. 9. Num. 3. 2013. p. 47-55.

-Oliveira, M. Exercício físico e música: uma relação expressiva. São Paulo. 2012.

-Pedro, A.B.A. A influência motivacional da música em praticantes de ginástica localizada em Juiz de Fora. TCC. Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora. 2009.

-Rodrigues, N.S.; Coelho Filho, C.A.A. Influência da audição musical na prática de exercícios físicos por pessoas adultas. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 26. Num. 1. 2012. p. 87-95.

-Santana, L.D.B. A influência da música na prática da musculação. TCC. Universidade Estadual da Paraíba. Campina Grande. 2014.

-Silva, C.L.; Carvalho, P.P.C. A influência da música no exercício resistido. TCC. Universidade do Vale do Paraíba. São José dos Campos. 2017.

-Silva, J.R.; Gress, F.A.G. Influência da música nos exercícios resistidos. Rev. Acta Brasileira de Movimento Humano. Vol. 2. Núm. 4. 2012. p. 46-59.

-Simão, R.; Polito, M.; Monteiro, W. Efeito de diferentes intervalos de recuperação em um programa de treinamento de força para indivíduos treinados. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 14. Num. 4. 2008.

Publicado
2021-10-10
Como Citar
Bezerra, A. S., & Sarmento, R. A. (2021). A influência da música no desempenho dos praticantes de musculação. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 14(92), 573-578. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/2097
Seção
Artigos Científicos - Original