Lesões em praticantes de corrida de rua do Rio Grande do Norte e fatores associados

  • José Francisco da Silva Universidade Potiguar, Caicó-RN, Brasil.
Palavras-chave: Lesões, Corrida, Treinamento

Resumo

A corrida de rua se tornou uma das modalidades esportivas mais praticadas no Brasil na atualidade. O entendimento de possíveis fatores associados aos índices de lesões na corrida de rua podem representar uma informação de suma importância para a utilização de medidas preventivas mais efetivas. Objetivo: O objetivo deste estudo que é identificar as principais lesões que acometem praticantes amadores de corrida de rua do Rio Grande do Norte e os possíveis fatores associados. Materiais e métodos: Utilizou-se da estatística descritiva (médias, desvio padrão e percentuais, considerando p<0,05). A amostra foi representada por 80 indivíduos de ambos os sexos com média de idade de 37,71±11,61 anos, sendo realizada por meio de um questionário. Resultados: Foi encontrada uma incidência de lesão em cerca de 71% dos indivíduos, o sistema muscular apresentou o maior índice com 61% das lesões. A principal região anatômica acometida por lesão foi o joelho (19%), seguido do pé (15%). As principais lesões diagnosticadas e relatadas foram entorse de tornozelo (18%) e síndrome de estresse medial da tíbia (17%) entre os homens e lesão de tendão ou ligamento de joelho (45%) entre as mulheres. Não se percebeu relação estatisticamente significativa (p<0,05) entre as variáveis analisadas e o índice de lesões. Conclusão: Conclui-se que há um alto índice de lesões entre os corredores de rua amadores do RN, sendo o sistema muscular o principal afetado. O alto índice de lesões parece estar associado a uma série de variáveis do treinamento e não somente a uma delas.

Referências

-Borel, W. P.; Filho, J. E.; Diz, J. B. M.; Moreira, P. F.; Veras, P. M.; Catharino, L. L.; Rossi, B. L.; Felício, D. C. Prevalência de lesões em corredores de rua amadores brasileiros: metanálise. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 25. Num. 2. 2019. p. 161-170.

-Evangelista, A. P. Treinamento de corrida de rua: uma abordagem fisiológica e metodológica. São Paulo: Phorte. 2010. p. 136.

-Fernandes, D.; Lourenço, T. F.; Simões, E. C. Fatores de risco para lesões em corredores de rua amadores do estado de São Paulo. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 8. 2014. p. 656-663.

-Francis, P.; Whatman C.; Sheerin, K.; Hume, P.; Johnson, M.I. The Proportion of Lower Limb Running Injuries by Gender, Anatomical Location and Specific Pathology: A Systematic Review. Journal of Sports Science and Medicine. Vol. 18. 2018. p. 656-663.

-Gonçalves, D.; Sties, S. W.; Andreato, L. V.; Aranha, E. E.; Pedrini, L.; Oliveira, C. Prevalência de lesões em corredores de rua e fatores associados. Cinergis. Vol. 17. Num. 3. 2016. p. 235-238. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v17i3.7798>

-Hino, A. A. F.; Reis, S. R.; Añes, C. R. R.; Fermino, R. C. Prevalência de lesões em corredores de rua e fatores associados. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 1. 2009. p. 36-39.

-Ishida, J. C.; Turi, B. C.; Silva, M. P.; Amaral, S. L. Presença de fatores de risco de doenças cardiovasculares e de lesões em praticantes de corrida de rua. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 27. Num. 1. 2013. p. 655-665.

-Junior, L. C. H.; Costa, L. O. P.; Carvalho, A. C. A.; Lopes, A. D. Perfil das características do treinamento e associação com lesões musculoesqueléticas prévias em corredores recreacionais: um estudo transversal. Revista Brasileira de Fisioterapia. Vol. 16. Num. 1. 2012. p. 46-53.

-Lima, A. P. C.; Vieira, D. F. S.; Silva, F. S. Incidência de lesões musculoesqueléticas em praticantes de corrida de rua de Teresina, PI. Revista Saúde em Foco. Vol. 4. Num. 2. 2017. p. 15-39. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.12819/rsf.2017.4.2.2>

-Lima, F. S. C.; Durigan, A. N. A. Perfil e características de treinamento dos praticantes de corrida de rua no município de São José do Rio Preto-SP. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 12. 2018. p. 675-685.

-Rangel, G. M. M.; Farias, J. M. Incidência de lesões em praticantes de corrida de rua no município de Criciúma, Brasil. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 22. Num. 6. 2016. p. 496-500.

-Salicio, V. M. M.; Bittencourt, W. S.; Santos, A. L.; Costa, D. R.; Salicio, M. A. Prevalência de lesões musculoesqueléticas em corredores de rua em Cuiabá-MT. Journal of Health Sciences. Vol. 19. Num. 2. 2017. p. 78-82.

-Samulski, D. Psicologia do esporte: conceitos e novas perspectivas. Barueri: Manole. 2009.

-Souza, A. S. V. Lesões em corredores de rua: uma revisão de literatura. Monografia de Graduação. UFMG-MG. 2011.

-Torres, F. C.; Gomes, A. C.; Silva, S. G. Características do treinamento e associação a lesões em corredores de rua recreacionais. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 26. Num. 5. 2020. p. 410-414.

Publicado
2021-11-07
Como Citar
Silva, J. F. da. (2021). Lesões em praticantes de corrida de rua do Rio Grande do Norte e fatores associados. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 15(95), 76-81. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/2347
Seção
Artigos Científicos - Original