Influência da intensidade dos exercícios contrarresistência sobre a pressão arterial pós-exercício

Paulo Gil Salles, Luiz Filipe Nossar Prisco

Resumo


Uma vez que a Pressão Arterial (PA) no período pós-exercício pode ser influenciada pela intensidade dos Exercícios Contrarresistência (ECR), e que diferentes intensidades de treinamento podem resultar em diferentes respostas da PA, o objetivo desse estudo foi verificar a influência da utilização de diferentes intensidades de ECR sobre a PA no período pós-exercício. Os voluntários foram divididos aleatoriamente em Grupo Controle (GC, n=7) e Grupo Experimental (GE, n=11), foram submetidos a três sessões de exercícios com intensidades de 60%, 70% e 85% de 1RM e tiveram a PA verificada em repouso e nos minutos 15, 30, 45 e 60 após a sessão de exercícios. O teste T-Student foi utilizado para comparação intergrupos e intragrupos, com nível de significância bicaudal de α=0,05. Os resultados mais importantes dessa investigação foram que: (a) sessões de ECR com as intensidades propostas produziram respostas agudas da PA bastante semelhantes; (b) somente a PA sistólica (PAS), em todas as sessões, mostrou redução significativa do momento pré para o pós-exercício e (c) somente a PAS apresentou variação significativa entre GE e GC. É possível concluir que o ECR reduz significativamente a PAS e que a intensidade desses exercícios não é fator decisivo na resposta da PA no período pós-exercício.

 

ABSTRACT

Influence of the intensity of resistance exercises on post-exercise blood pressure

Once the Blood Pressure (BP) in the post-exercise period may be influenced by the intensity of the resistance exercises (RE), and that different training intensities could result in different responses of BP, the aim of this study was to investigate the influence of using different intensities of RE on BP in the post-exercise period. The volunteers randomly divided into control group (CG, n = 7) and experimental group (EG, n = 11), were submitted to three sessions of exercise with intensities of 60%, 70% and 85% of 1MR and had the BP verified at rest and in minutes 15, 30, 45 and 60 after the exercise session. The Student’s t-test was used for comparison between groups and within groups, with two-tailed significance level of α = 0.05. The most important results of this investigation were that: (a) sessions of RE in these intensities produced acute BP responses quite similar; (b) only the systolic BP (SBP) in all sessions, showed a significant reduction from pre to post-exercise, and (c) only the SBP changes significantly between experimental and control groups. The conclusion is that the RE significantly reduces SBP and that the intensity of these exercises is not a decisive factor in the BP response in the post-exercise period.


Palavras-chave


Intensidade de treinamento; Hipotensão pós-exercício; Exercício resistido

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui