Níveis de hidratação em praticantes de Jiu-Jtsu de um município maranhense

  • Suane Luiza de Oliveira Sales Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UNIFACEMA), São Luís-MA, Brasil.
  • Felipe de Assunção Oliveira Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UNIFACEMA), São Luís-MA, Brasil.
  • Larissa Rebeca Chagas de Jesus Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UNIFACEMA), São Luís-MA, Brasil.
  • Dourislene Santiago Pinho Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UNIFACEMA), São Luís-MA, Brasil.
  • Joyce Lopes Macedo Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UNIFACEMA), São Luís-MA, Brasil.
  • Amanda Marreiro Barbosa Programa de pós-graduação Multicêntrico em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianopólis-SC, Brasil.
  • Daniele Rodrigues Carvalho Caldas Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina-PI, Brasil.

Resumo

Objetivo: O presente estudo teve por objetivo avaliar o nível de hidratação de atletas praticantes de Jiu-Jitsu. Metodologia: Estudo observacional descritivo do tipo transversal, realizado com 27 lutadores. A caracterização do grau de hidratação foi determinada, perda de peso durante o treino e a densidade da urina. O nível de conhecimento sobre hidratação foi avaliado através de aplicação de um questionário. A análise dos dados foi realizada por meio do software Stata®, v.12. As variáveis referentes a densidade urinária e pH da urina foram testadas a partir do teste de Shapiro-Wilk.  Resultados e Discussão: Os resultados demonstraram que a maioria dos participantes eram do sexo masculino (74,1%) com média de idade de 23,4 anos, e 44,4% da amostra possuem ensino superior incompleto. Não houve diferença significativa entre a densidade urinaria, demonstrando que os praticantes iniciaram os treinos hidratados e se mantiveram hidratados ao final do treino. Em relação ao questionário todos apresentaram bons resultados, refletidos no perfil de hidratação. Conclusão: Pode-se concluir que os resultados reforçam a necessidade de intervenções que garantam a continuidade dos hábitos de hidratação.

Publicado
2020-05-03
Como Citar
Sales, S. L. de O., Oliveira, F. de A., de Jesus, L. R. C., Pinho, D. S., Macedo, J. L., Barbosa, A. M., & Caldas, D. R. C. (2020). Níveis de hidratação em praticantes de Jiu-Jtsu de um município maranhense. RBPFEX - Revista Brasileira De Prescrição E Fisiologia Do Exercício, 13(87), 1251-1261. Recuperado de http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/1892
Seção
Artigos Científicos - Original